Jornal do Brasil

Quarta-feira, 23 de Abril de 2014

Internacional

Cinquenta países expressam preocupação com crise na Tailândia

Agência Brasil

Cinquenta países emitiram comunicados para expressar preocupação em relação à crise política na Tailândia, informou hoje (18) o chefe do Centro de Administração da Paz e da Ordem do país, Surapong Tohvichakchaikul. A Índia e o Sri Lanka foram os últimos a emitirem comunicado sobre o caso, em que pedem que a questão seja solucionada de forma democrática e por meios constitucionais. O secretário-geral das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, também já pediu que o governo e a oposição encontrem uma solução pacífica aos conflitos.

Neste mês, vários protestos foram organizados na capital tailandesa, Bangcoc, pedindo que a primeira-ministra, Yingluck Shinawatra, renuncie e que sejam feitas mudanças no modelo político do país. A premiê informou, no entanto, que continuará à frente do governo até o dia das eleições no país, marcadas para 2 de fevereiro de 2014. Os opositores ao governo acusam a primeira-ministra de governar sob influência do irmão, o ex-premiê, Thaskin Shinawatra.

O chefe do Centro de Administração da Paz e da Ordem do país, Surapong Tohvichakchaikul, pediu que os manifestantes contrários ao governo não tomem atitudes que contrariem a democracia no país. O líder dos protestos, Suthep Thaugsuban, anunciou ontem (17) a organização de uma manifestação para o próximo domingo (22), em que convoca tailandeses a forçarem a renúncia da primeira-ministra. A premiê fez um apelo à população para que não desrespeite à lei nos protestos do próximo final de semana.

Tags: crise, índia, política, sri lanka, Tailândia

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.