Jornal do Brasil

Segunda-feira, 21 de Abril de 2014

Internacional

União Europeia decide suspender negociações com a Ucrânia

Agência Brasil

Brasília – No mesmo dia em que 200 mil pessoas reuniram-se em protesto na Praça da Independência, em Kiev, capital ucraniana, a União Europeia (UE) anunciou que as negociações com a Ucrânia estão suspensas até que o país demonstre claro compromisso para firmar um acordo de cooperação comercial. A Ucrânia tem sido sacudida desde o final de novembro por manifestações contrárias ao presidente Viktor Yanukovich, que decidiu  privilegiar uma aproximação com a Rússia em detrimento da integração europeia.

Apesar das promessas do governo ucraniano, nos últimos dias, de retomar as negociações e de firmar o acordo comercial com a UE, o comissário europeu para a Ampliação da Política de Vizinhança da União Europeia, Stefan Füle, disse hoje (15) que os trabalhos “estão suspensos”. “As palavras e as ações do presidente [Viktor Yanukovich] e do governo estão cada vez mais distantes do acordo de cooperação”, acrescentou.

A oposição ucraniana acusa Yanukovich de ceder à pressão do seu principal aliado, o presidente russo Vladimir Putin. Descontentes com a aliança com Moscou, centenas de milhares de manifestantes têm ocupado a Praça da Independência pedindo a renúncia do presidente Yanukovich.

O senador republicano e ex-candidato à Presidência dos Estados Unidos John McCain afirmou neste domingo, em Kiev, perante os manifestantes, que o governo americano os apoia. “A América está com vocês”, disse McCain, na Praça da Independência. Além do republicano, esteve no local o senador democrata Chris Murphy, também aclamado pela multidão de manifestantes.

Tags: Europa, internacional, negociação, UCRÂNIA, Ue

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.