Jornal do Brasil

Sexta-feira, 25 de Abril de 2014

Internacional

Procurador ucraniano anuncia prisão de servidores de alto escalão do governo

Agência Brasil

Kiev - O procurador-geral da República da Ucrânia, Víktor Pshonka, anunciou hoje (14) que quatro funcionários do alto escalão do governo foram acusados de abuso de poder na violenta disperão policial durante o comício da oposição, em Kiev, em 30 de novembro.

Os acusados são o chefe adjunto do Conselho de Segurança e Defesa Nacional, Vladimir Sivkovich; o responsável da Administração Estatal de Kiev, Alexander Popov; e dois chefes policiais, Valeri Koriak e Piot Fedchuk, disse o procurador Víktor Pshonka.

"Contra essas quatro pessoas vão ser adotadas medidas cautelares", ressaltou o procurador adiantando que é possível que lhes sejam impostas prisão domiciliar.

Várias pessoas que participavam do comício da oposição em Kiev ficaram feridas devido à dispersão violenta das forças de segurança. Os opositores pró-europeus na Ucrânia, cujo movimento entrou na quarta semana, reivindicam a saída do Presidente Viktor Ianukovitch depois dele ter recusado, no final de novembro, a assinar um acordo de adesão à União Europeia, negociada há meses, para se aproximar do governo russo.

Tags: crise, poder, política, UCRÂNIA, violência

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.