Jornal do Brasil

Sexta-feira, 18 de Abril de 2014

Internacional

Onda de violência na Argentina deixa sete mortos

Agência ANSA

Pelo menos sete pessoas morreram nas últimas 48 horas em distintos pontos da Argentina em meio a uma onda de saques derivados de uma greve policial em diversas províncias. Os oficiais pedem um reajuste salarial e melhores condições de trabalho. 

Quatro vítimas foram registradas em Chaco, na fronteira com o Paraguai. A região era governada até há poucas semanas pelo atual chefe de Gabinete, Jorge Capitanich.    

As demais mortes aconteceram em Jujuy, no norte do país, em Tucumán, no noroeste, e o restante em Entre Ríos, na fronteira com o Uruguai, segundo balanço provisório difundido pelos jornais "Clarín" e "La Nación".    

Fontes oficiais informaram que os saques foram promovidos por grupos organizados com o objetivo de desestabilizar o governo, que hoje completa 30 anos de redemocratização.

Tags: argentinos, Atos, greve, protestos, ruas

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.