Jornal do Brasil

Domingo, 20 de Abril de 2014

Internacional

Dilma será uma das oradoras em homenagem a Mandela na África do Sul

Agência Brasil

A presidente Dilma Rousseff fará um tributo nesta terça-feira (10), durante cerimônia ecumênica em homenagem a Nelson Mandela, ex-presidente da África do Sul, falecido na última quinta-feira (5). O tributo ao primeiro presidente negro da África do Sul e líder da luta contra a segregação racial no país será no estádio de Soweto, em Johannesburgo, a partir das 11h, horário local.

A informação foi confirmada pelas assessorias de imprensa do Palácio do Planalto e do Ministério das Relações Exteriores e consta da programação oficial do evento, que já tem confirmada a presença de 89 chefes de Estado.

>> Zuma: morte de Mandela é uma perda sem precedentes para a África do Sul

>> Funeral de Nelson Mandela será no dia 15 de dezembro

>> Brasil decreta sete dias de luto pela morte de Mandela

>> Para Dilma, Mandela foi "personalidade maior do século XX"

>> Para Lula, morte de Mandela é perda de figura extraordinária

>> Líderes mundiais lamentam morte de Mandela

>> Presidentes latino-americanos ressaltam legado de Mandela

>> Leia frases do ex-presidente sul-africano Nelson Mandela

>> Para FHC, Mandela foi figura única e quase um profeta

>> El País afirma que Brasil foi o país que cativou Mandela

>> Papa Francisco homenageia Mandela pela construção de uma nova África do Sul

Além de Dilma, discursarão os presidentes dos Estados Unidos, Barack Obama, de Cuba, Raúl Castro, da Namíbia, Hifikepunye Pohamba, e da Índia, Pranab Mukherjee, além do vice-presidente chinês, Li Yuanchao. A presidente brasileira será, assim, a única representante da América do Sul a se pronunciar publicamente durante a cerimônia.

Homenagens de parentes de Mandela e de representantes da Organização das Nações Unidas ONU) também estão programados para o culto religioso, que deve durar quatro horas. Com quatro horas a mais que o Brasil, a cerimônia começará às 7h, horário de Brasília.

Dilma embarcou, no início desta tarde rumo à África do Sul, acompanhada dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, Fernando Henrique Cardoso, Fernando Collor de Mello e José Sarney.

Tags: áfrica, homenagens, líder, madiba, morte

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.