Jornal do Brasil

Sexta-feira, 25 de Abril de 2014

Internacional

Partido tailandês anuncia renúncia em massa

Objetivo é rechaçar o papel do Parlamento sob o regime da primeira-ministra Yingluck Shinawatra

Agência ANSA

O Partido Democrata da Tailândia, o principal da oposição, apresentou neste domingo (8/12) a renúncia em massa de todos os seus 153 deputados membros do Parlamento, aumentando a crise política local. O objetivo é rechaçar o papel do Parlamento sob o regime da primeira-ministra Yingluck Shinawatra. 

Antes do anúncio da renúncia em massa, a premier havia proposto a realização de eleições antecipadas aos manifestantes que, há semanas, pedem sua renúncia. Liderados por um grupo autodenominado "Movimento Civil pela Democracia", eles querem instalar um "Conselho do Povo" para governar.    

A crise política no país foi iniciada em 2010. O conflito é marcado pela oposição da classe média e da elite de Bangcoc contra os mais pobres e camponeses que apoiam Yingluck. Desde 1932, as Forças Armadas da Tailândia promoveram 18 tentativas de golpe de Estado. A última ocorreu em 2006, quando o então premier Thaksin Shinawatra foi destituído. Irmão de Yingluck, ele vive em auto-exílio.

Tags: crise, democrata, partido, política, Tailândia

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.