Jornal do Brasil

Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017

Internacional

Presidente argentina promulga lei sobre casamento gay

Jornal do Brasil

Agência ANSA

BUENOS AIRES - A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, promulga nesta quarta-feira a lei que permite o casamento entre pessoas do mesmo sexo, em um ato que contará com a presença de grupos de gênero e de direitos humanos e de organizações sociais.

Cristina, que declarara anteriormente não ter objeções à norma, destacou que a promulgação da matéria implica em uma "Argentina com mais qualidade institucional".

"Todos os avanços no outorgamento de garantias e direitos fazem a verdadeira qualidade institucional, que uma vez instalada não pode ser removida", destacou a presidente ao confirmar que promulgará a lei aprovada na quinta-feira passada no Senado por 33 votos a favor, 27 contra e três abstenções após 15 horas de debate.

Desde a aprovação da lei no Congresso, dezenas de casais procuraram os cartórios do país para agendar horários para oficializar matrimônios, e em outros países, como Uruguai e Peru, os pedidos para criação de legislação similar aumentaram.

Na cidade de Buenos Aires, o primeiro matrimônio entre pessoas do mesmo sexo ocorrerá no dia 13 de agosto, entre o ator Ernesto Larresse e seu assessor, Alejandro Vanelli.

Por sua parte, a juíza Marta Covella, da cidade de General Pico, a 620 quilômetros da capital argentina, minimizou seu comentário feito recentemente em que se negava a casar homossexuais. Agora, ela afirma que o matrimônio será feito por um juiz suplente, mas que irá oficializar uniões entre pessoas do mesmo sexo "excepcionalmente".

Compartilhe: