Jornal do Brasil

Quinta-feira, 21 de Junho de 2018 Fundado em 1891

Internacional

Ex-espião russo pode ter sido vítima de veneno radioativo

Jornal do Brasil

LONDRES - Um ex-espião russo que estava em estado grave num hospital britânico pode ter sido envenenado por uma substância radioativa, disse nesta terça-feira o toxicologista que está tratando do caso dele. A Rússia classificou de 'absurdas' as acusações de que seus agentes possam ter envenenado o ex-espião Alexander Litvinenko, de 41 anos, um crítico mordaz do presidente Vladimir Putin. Amigos de Litvinenko acreditam que ele foi vítima de uma trama do Kremlin.

O ex-espião está internado na unidade de terapia intensiva de um hospital londrino, com envenenamento por tálio, um elemento químico que pode provocar uma morte lenta e dolorosa, mesmo com tratamento.

A polícia antiterrorismo da Grã-Bretanha está investigando o caso, que pode ter graves consequências diplomáticas. Se for comprovado que Moscou teve alguma participação no envenenamento, será o primeiro incidente do tipo no Ocidente desde a Guerra Fria.

A ministra das Relações Exteriores da Grã-Bretanha, Margaret Beckett, disse que não havia levado o caso a Moscou. A rede de espionagem russa SVR voltou a negar envolvimento. (Reuters)



Compartilhe: