Jornal do Brasil

Sexta-feira, 19 de Setembro de 2014

Informe JB

S&P conhece as consequências de uma nota de risco

A economista Lisa Schineller, da agência de risco Standard &Poor’s (S&P) conhece as consequências de um rebaixamento na classificação de risco do Brasil, fundamentalmente por ser ano de eleições. Os grupos interessados na derrota de Dilma Rousseff fariam desse anúncio uma bandeira de campanha contra a reeleição da presidente.

A diretora da S&P comentou que as graves consequências para sua instituição por não ter agido antes da crise mundial de 2008 também conferem a ela a obrigação de não transigir com o Brasil até junho, se as medidas na área econômica não forem feitas: cortes de gastos, política energética, sinalização da reforma fiscal, área petrolífera e tudo aquilo que a economia brasileira conhece.

Tags: agência, área, consequência, obrigação, transigir

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.