Jornal do Brasil

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

Informe JB

As estranhas movimentações na OGX continuam

A OGX, petroleira de Eike Batista, que está em processo de recuperação judicial, continua demonstrando movimentos estranhos de seus credores e novos investidores. Embora esteja numa situação extremamente difícil, a empresa parece que continua sendo interessante para “alguns poucos”. As dívidas podem chegar a US$ 6 bilhões (ninguém sabe ao certo). Mistério 1: recentemente a companhia conseguiu um empréstimo de US$ 50 milhões do banco Credit Suisse. Mistério 2: também recentemente, dois grandes fundos de investimentos – BlackRock e GSO – ao que tudo indica, venderam com facilidade suas participações na empresa. Quem comprou? Enquanto isso, os minoritários continuam brigando pelo que perderam com as ações da empresa.

Os primeiros condomínios da Barra que quebraram. Quem se lembra?

Nos anos 70, um importante empreendimento imobiliário na Barra da Tijuca acabou revelando um fato curioso de esperteza. Uma imobiliária pretendia construir no bairro diversos prédios de apartamentos conjugados, quarta e sala e dois quartos. Houve uma grande procura pelos imóveis, mas os compradores ficaram com o mico na mão. O projeto acabou falindo por culpa do empreendedor. Os donos dos imóveis, de vários prédios ainda na planta, resolveram fundar uma associação para tomar as devidas providências na Justiça. Posteriormente, descobriram que o esperto empresário, responsável pela falência do projeto, era o presidente da associação. Será que a história se repete, mas em outro setor?    

Tags: continua, credores, de seus, demonstrando, e novos, investidores, movimentos estranhos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.