Jornal do Brasil

Sexta-feira, 21 de Julho de 2017

Informe JB

Sessão da Alerj  termina em briga entre deputadas

Igor Mello

Os deputados estaduais se reuniram nesta quarta-feira para a segunda sessão em plenário desta semana. Mas não foram os projetos votados que se tornaram o destaque do dia, mas sim a enorme confusão que Cidinha Campos (PDT) protagonizou na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), ao lado de Janira Rocha (PSOL) e Clarissa Garotinho (PR).

Os ânimos ficaram bastante exaltados e as parlamentares trocaram ofensas pessoais e provocações, ignorando os apelos da presidência da Casa.

Cidinha ataca e vira "Bruxa do 506"

Tudo começou após o aparte de Janira Rocha em defesa dos policiais e bombeiros que participaram do movimento grevista de fevereiro. Cidinha Campos pediu a palavra e afirmou que a psolista só tinha essa posição para defender o marido, que é policial militar. Revoltada, Janira rebateu com veemência:

"Não é de hoje que a deputada Cidinha Rocha está investigando minha vida, inclusive com a ajuda da Secretaria de Segurança Pública. Mas pode investigar à vontade, porque não vão encontrar nada. Falar da família de outros parlamentares é um comportamento senil, que já está enchendo o saco", vociferou.

Inimiga de longa data de Cidinha Campos, Clarissa Garotinho aproveitou a confusão para responder a declarações feitas pela deputada no dia anterior, quando ela teria chamado os irmãos da parlamentar do PR de "trombadinhas". Depois das duas trocarem acusações, Clarissa pediu a palavra e disparou:

"Não vou discutir com uma pessoa insana, que já atentou contra a própria vida. Vocês conhecem o seriado 'Chaves'? Nele tem a Dona Clotilde, que persegue os moradores da vila por ser apaixonada pelo Seu Madruga. Aqui nós temos a Bruxa do 506, que ataca os deputados da oposição por ser apaixonada pelo Seu Cabral". 

Tags: Rio, assembléia, deputados, legislativa, política

Compartilhe: