Jornal do Brasil

Sexta-feira, 22 de Junho de 2018 Fundado em 1891
Informe JB

Colunistas - Informe JB

Nos braços do povo

Jornal do Brasil Ana Paula Siqueira

O fato de a presidente Dilma Rousseff não ter dado continuidade ao já tradicional Arraiá do Torto, como faziam Lula e a ex-primeira dama Marisa Letícia, foi visto por alguns governistas como a perda de uma boa oportunidade de aproximação com a base, principalmente após a troca ministerial desencadeada com a saída de Antonio Palocci da Casa Civil. 

Alguns mais otimistas preferem entender que a presença da presidente em Caruaru (PE) para os festejos de São João foi importante para o contato com a base, que também teria sido deixado de lado pela doença que a presidente enfrentou.

Déficit

Como o semestre praticamente chegou ao fim, o balanço de alguns peemedebistas mostra que o saldo do governo é negativo: raríssimas votações importantes e rodízio de ministros em seis meses de governo.

OAB ataca sigilos “absurdos”

O presidente da OAB-RJ, Wadih Damous, classificou de “inaceitável e antidemocrática” a Medida Provisória 527, que prevê sigilo nos orçamentos prévios para as obras da Copa e da Olimpíada.

Transparência                 

“Depois da proposta de se manter sigilo eterno de documentos oficiais, aparece agora esse absurdo de se ter orçamentos secretos. Democracia é transparência. Até porque sem transparência não há como a sociedade exercer o controle sobre seus governantes”, cobra Damous.

Tiririca deu uma resposta bem humorada às críticas em propaganda na TV

Adivinha quem apareceu

Como deputado, Tiririca (PR-SP) tem se esquivado da imprensa, mas na noite da última quinta-feira deu o ar da graça na propaganda partidária de sua legenda com uma espécie de resposta às críticas que vem recebendo desde a sua eleição.

Estilo

Seguindo o estilo que o levou à Câmara como o mais votado do país, Tiririca disse que está aprendendo o que faz um deputado federal, mas que já sabe o que não deve fazer: empregar parentes.

Resposta bem humorada

O PR encara a propaganda como uma resposta bem humorada e não ofensiva às críticas. O líder do partido na Câmara, Lincoln Portela (MG), brinca que, ao contrário de grande parte dos políticos, Tiririca já cumpre sua promessa de campanha, que era contar para a população o que faz um deputado.

Intolerância

Desde 2006, a Bahia é o estado onde mais homossexuais são assassinados no país. Só este ano, foram mortos nove. Em 2010 e 2009 foram 29 e 25 os assassinatos, respectivamente.

Travestis são alvo

As vítimas geralmente são cabeleireiros, profissionais do sexo, pais de santo, bancários e profissionais liberais. Mas os alvos preferenciais são os travestis.

Recorrente

As cidades onde mais ocorrem esses crimes são Salvador, Itabuna, Feira de Santana, Ilhéus, Vitória da Conquista, Candeias, Lauro de Freitas e Jacobina.

Ruas perigosas

A maioria dos assassinatos (47%) é cometida nas ruas e 35% ocorrem dentro da residência das vítimas, sendo 31% com uso de arma de fogo e 21% com faca. Os dados foram apresentados pelo fundador do Grupo Gay da Bahia (GGB), Luiz Mott, em evento do Ministério Público do estado.



Tags: ana paula siqueira, arraiá, dilma, tiririca

Compartilhe: