Jornal do Brasil

Sábado, 23 de Junho de 2018 Fundado em 1891
Informe JB

Colunistas - Informe JB

O nó do Código Florestal

Jornal do Brasil Ana Paula Siqueira

Aliados do governo acreditam que a tramitação do novo Código Florestal possa ser mais tranquila no Senado. A demora do Planalto em entrar na discussão quando a proposta estava na Câmara deu azo a que as polêmicas dividissem a base na Casa e garantissem a primeira derrota do governo. Com a clara sinalização do que defende o Executivo, principalmente com relação aos 11 pontos mais polêmicos, aliados esperam uma tramitação mais rápida e menos traumática. Mas as pedras no sapato continuam. É o caso das áreas de preservação permanente (APPs) junto com a anistia aos produtores que desmataram até 2008, o tamanho da proteção próxima a cursos d’água e a permissão para que estados decidam sobre atividades agrícolas nessas áreas.

Negativa

A assessoria de imprensa de Eduardo Suplicy (PT-SP) nega que uma das principais assessoras do senador seria a autora do texto que prevê que analistas possam exercer as mesmas funções de consultores do Senado. Afirma que o trabalho na subcomissão que analisa a reforma administrativa é realizado em conjunto com os próprios parlamentares e demais funcionários.

Relatos

Servidores da Casa relataram à coluna que a assessora seria a verdadeira autora do artigo, incorporado ao parecer de Ricardo Ferraço (PMDB-ES), relator da proposta.

Tradicionalismo

Como parte da tradição dos recessos brancos do Congresso, esta semana não deverá ser muito produtiva. Deputados e senadores não abrem mão de passar a semana de São João perto de suas bases nos estados.

Fim das dores

O ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal, submeteu-se, semana passada, a uma cirurgia de quadril para reparação de impacto no fêmur. Ele espera, finalmente, livrar-se das dores que o impedem até de sentar-se durante os longos julgamentos no plenário. O ministro está de licença para tratamento de saúde até 4 de julho.

Ministro Joaquim Barbosa submeteu-se a cirurgia para tentar se livrar de dores

Para relaxar

O secretário de Segurança Pública do DF, Sandro Avelar, tranquilizou a cúpula do governo sobre possíveis mudanças. Ele garantiu que não haverá troca nos comandos da Polícia Civil, da Polícia Militar ou do Corpo de Bombeiros.

Falta de jeito

Daniel Lorenz, ex-secretário da pasta, deixou o cargo por falta de jogo de cintura para lidar com a resistência nos quartéis.

Opostos

Os bombeiros continuam com a credibilidade inabalada. Estudo realizado pelo grupo JFK mostra que a credibilidade desses profissionais entre os brasileiros chega a 97%. Já os políticos continuam com péssima fama. Eles ocupam o último lugar no ranking , com 19%.

Extrapolou

A Justiça do Rio condenou Rubens Bomtempo (PSB), ex-prefeito de Petropólis, a devolver R$ 200 mil gastos pelo município com a construção de um posto da Polícia Rodoviária Federal, na BR-040. A 16ª Câmara Cível entendeu que o prefeito extrapolou sua competência e ignorou a Lei de Responsabilidade Fiscal. Bomtempo não teria sequer consultado a própria PFR antes do início da obra. Cabe recurso.



Tags: código, segurança, suplicy

Compartilhe: