Jornal do Brasil

Terça-feira, 17 de Julho de 2018 Fundado em 1891
Informe JB

Informe JB

Jan Theophilo


Quaquá perde mais uma

Jornal do Brasil

O impeachment do Bispo Crivella pode não ter passado (ainda), mas os petistas cariocas terminam a semana com motivos para comemorar. Eles infligiram a primeira derrota nos últimos tempos ao presidente estadual do partido, Washington Quaquá, o Enver Hoxha de Maricá, aquele cujo sobrenome é uma piada pronta. Quaquá tem sido criticado internamente no PT por atitudes, digamos, pouco democráticas. Como tirar da cartola nomes de candidatos e posições políticas que parecem ter sido debatidas na frente do espelho. Na segunda-feira, Quaquá divulgou um vídeo onde se dizia contra o impeachment do Bispo. A decisão, surpreendente, foi acompanhada de uma nota tímida do PT condenando a reunião do Palácio da Cidade, sem tocar na questão do afastamento de sua santidade. A reação foi fulminante. Anteontem, a Executiva Municipal se reuniu e votou por unanimidade a favor do impeachment. Quaquá ficou uma arara mas entubou, e o partido votou unido e coeso com a oposição. Mas quem conhece o ex-prefeito, e o imenso rancor que ele guarda por não ter conseguido viabilizar sua candidatura ao governo, sabe que o troco agora vem a cavalo. 

Vitoriosos... 

Para todos os efeitos, o presidente da Câmara Jorge Fellipe foi o grande vencedor da votação ontem do impeachment do Bispo Crivella. Quem conhece os bastidores da Prefeitura garante que sua influência, que hoje já chega a quase um terço dos principais cargos da administração, no mínimo dobre. 

...e derrotados 

Já a vereadora Rosa Fernandes foi apontada como a principal derrotada. Além de votar pelo impeachment, Rosa arrastou mais dois votos com ela e nem assim aprovou o requerimento. Como na política cada dia tem sua agonia, ontem mesmo a vereadora foi vista marcando audiência com o primeiro-ministro, Paulo Messina. “Sentarei para conversar com ele sim, mas como amigo”, diz Rosa.

Fashion Rio 

O vereador David Miranda, do PSOL, foi visto no plenário da Câmara dando dicas de estilo ao colega Júnior da Lucinha, do (P) MDB. O edil anda precisando. Na confusa sessão de ontem combinou terno azul com sapato preto e um surreal par de meias brancas com losangos amarelos. 

Mudança de rota 

O ex-ministro Brizola Neto abandonou a pré-candidatura de vice-governador na chapa de Garotinho. Optou por disputar uma vaga na Assembléia, como puxador de votos do PRP.

Bombando 

A Phygitall, start up carioca fundada em 2016 com um investimento de R$ 60 mil por subvenção econômica da Faperj foi escolhida a empresa número 1 da lista anual do Movimento 100 Open Startups. A Phygitall desenvolveu soluções para o monitoramento de embarcações da Marinha do Brasil e hoje faz pesquisas semelhantes para a Embraer.

Xô, Photoshop 

A Dove lançou o selo “No Digital Distortion”, para certificar que as imagens de suas propagandas não foram manipuladas digitalmente. É a primeira reação após uma pesquisa da Unilever demonstrar que 77% das mulheres estão convictas de que as fotos publicitárias sofrem manipulação.

Amante à moda antiga 

Essa é para o rol das melhores respostas da internet _ da última semana. O comentarista André Rizek foi provocado por uma fã que postou uma foto ao lado do presidente Donald Trump com a legenda: “chupa Rizek”. O jornalista foi preciso: “Obrigado Sofia, mas antes eu acho que a gente tem de se conhecer. Sou um cara à moda antiga, fico sem graça com convites tão diretos assim”.

----------

LANCE LIVRE

• A Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca e a Orquestra de Jazz Sinfônica, ambas compostas por alunos da rede pública de ensino do Rio, se apresentam hoje às 15h no Centro Cultural do BNDES. 



Tags: brizola, crivella, informe jb, política, psol

Compartilhe: