Jornal do Brasil

Segunda-feira, 16 de Julho de 2018 Fundado em 1891
Informe JB

Informe JB

Jan Theophilo


Flores murchas

Jornal do Brasil

Nem tudo foram más notícias no encerramento dos trabalhos da Alerj, como o aumento de 5% para o judiciário ou o aluguel milionário de vagas para suas excelências no Terminal Menezes Côrtes. No apagar das luzes, três vetos derrubados semana passada vão melhorar o dia a dia do transporte público no estado. Primeiro foi derrubado o veto do governador ao projeto do deputado Flávio Serafini que institui a tarifa social na linha de barcas entre Niterói e o Rio. Atualmente, o trajeto só opera a linha seletiva, que custa R$ 16,90. A mudança obriga a inclusão de linhas sociais em todos os trajetos de barcas. Outra mudança importante veio com a derrubada do veto ao projeto dos deputados Comte Bittencourt e Luiz Martins, que obriga as concessionárias de serviços de transportes a aceitar pagamentos com o cartão de débito.  Outra alteração passa pelos cartões utilizados para acesso gratuito de idosos e portadores de deficiência ao transporte público intermunicipal que serão unificados em um só documento. A derrubada do veto ao projeto dos deputados Gilberto Palmares e Luiz Paulo determinou que o Executivo terá 180 dias para regulamentar a norma. Podem até não configurar grandes vitórias, pra falar a verdade, com tantas más notícias que saem do Palácio Tiradentes nos últimos tempos, ficam parecendo flores murchas que você recebe do namorado. A intenção até foi boa, mas o resultado, um desastre.

Novos ares

Uma das últimas casas da Vieira Souto, esquina com a Farme de Amoedo, ganhou nova função. O endereço já foi sede do Alberico’s ao Espaço Lundgren _ versão carioca da Daslu. Do Gourmet Praia, de José Hugo Celidônio, ao Eleven, restaurante coroado com uma estrela Michelin. Agora virou um descolado point para eventos chamado Espaço Vieira Souto.

Cheirinho?

O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, reagiu à notícia de que um grupo de conselheiros está procurando cabelo em ovo nas planilhas referentes às obras do estádio da Portuguesa, na Ilha. Bandeira diz que todos os balanços estão auditados e o Flamengo está instruído a abrir todos os números para quem tiver quaisquer dúvidas. “Em ano eleitoral é como dizia Eça de Queirós: havendo escândalo, conta-se! Não havendo, inventa-se”, comentou.

No estaleiro

Pedro Fernandes, pré-candidato do PDT ao governo, baixou ao estaleiro. O deputado precisou fazer uma operação de quadril, mas já está em casa e recupera-se bem.

Era das fake news

A direção do PT acendeu o alerta para a criação de memes contra sua pré-candidata ao governo, Marcia Mora na Filosofia Tiburi. Depois do vídeo onde ela entoa loas a, digamos assim, práticas sexuais pouco habituais, começou a viralizar um outro com foto de Marcia e os dizeres: “O matriarcado petista vai dirigir o Rio. É tempo de mulher”.

60 anos de Bossa

Dando continuidade aos festejos pelos 60 anos da Bossa Nova, o MIS gravará este mês duas novas entrevistas para a série “Depoimentos para a Posteridade”. Amanhã a conversa será com Bebeto Castilho, que gravou mais de 100 discos como artista solo ou integrante do Tamba Trio. Dia 25 o papo será com a cantora Wanda Sá.

Casão é dos nossos

Um dos momentos mais divertidos da transmissão de ontem do jogo da Seleção pela TV Globo foi quando Galvão Bueno lembrou dos tempos em que Ronaldo era tratado pelos jogadores como “presidente”, porque sempre organizava as resenhas. Virando-se para Casagrande perguntou se ele também praticava atitude semelhante. “Eu não”, respondeu de pronto o comentarista. “Eu sempre fui o organizador das folgas”.

LANCE LIVRE

Um grupo de 19 torcedores capixabas economizou durante três anos para ir à Rússia assistir aos jogos da Copa. Eles compraram um título de capitalização Ourocap e juntaram R$ 288 mil para ver a seleção de perto. A persistência dos amigos levou a Brasilcap a lançar a campanha #AcreditaQueVai, focada em mídia digital, para estimular a disciplina financeira dos clientes. 



Tags: alerj, bossa nova, galvão bueno, informe jb, pdt, pt

Compartilhe: