Jornal do Brasil

Terça-feira, 17 de Julho de 2018 Fundado em 1891
Informe JB

Informe JB

Jan Theophilo


Vida em Marte

Jornal do Brasil

Que Matt Damon, que nada. Anteontem, em uma conferência na Coppe/UFRJ o vietnamita Nguyen Minh, do Centro de Pesquisas de Energia da Universidade da Califórnia, apresentou uma das tecnologias mais avançadas para a produção de oxigênio: a pilha eletrolisadora de óxido sólido (SOEC em inglês), que nada mais é do que uma pilha de combustível sólido que será levada pela NASA em 2020 na  sua missão a Marte. “Quando a SOEC é combinada com energia solar, separa o dióxido de carbono para produzir oxigênio, que então pode ser usado tanto como suporte de vida e lançamento de foguetes, como para trazer humanos ou amostras diversas de volta para a Terra”, explica Minh. Autor de livros e de mais de 150 artigos sobre o assunto, Minh estuda pilhas de combustível há mais de 30 anos. Ele explica  que a SOFC é multifuncional, pode ser usada para geração de eletricidade, produção de hidrogênio quando operada em modo reverso e produção de produtos químicos. Seria um sonho de consumo para o astronauta Mark Watney, vivido por Damon em “Perdido em Marte”. Pena que essas coisas, nossa imprensa não vê.

Pistola é o...

A CBF não achou a menor graça no apelido de “Canarinho Pistola”, que o mal-humorado mascote da Seleção ganhou na internet e foi reproduzido fartamente durante o Brasil e Suíça. Ontem mesmo a confederação notificou as emissoras de que não quer seu Piu Piu marrento associado a violência e armas de fogo. 

Parem as rotativas

Quem teve acesso à delação de Carlos Miranda, um dos principais operadores financeiros do ex-governador Cabral saiu impressionado com o tamanho do cartapácio. São gordos anexos que detalham como funcionava o “mecanismo” em cada uma das secretarias do governo.

Mau gosto em dobro

Não bastava a polêmica estética relativa à construção do Monumento ao Holocausto, um espigão de gosto duvidoso e 22 metros de altura no alto do Morro do Pasmado. A vereadora Theresa Bergher insiste agora, que o monumento leve o nome de seu marido, o saudoso vereador Gerson Bergher.

Marx em Icaraí

Niterói comprova a tese do velho barbudo que a história só se repete como farsa ou tragédia. O vereador Carlos Jordy se autointitulou “Filhote de Bolsonaro” e lançou candidatura a estadual tendo como mote o embate diário na Câmara com a vereadora Talyria Perrone, do PSOL, a mais votada da cidade.

Você está demitido

O prefeito Marcelo Crivella anda mau como pica-pau. Exonerou ontem o subprefeito da Barra Azaury Monteiro, só porque ele reclamou, em reuniões do primeiro escalão, da ideia de taxação de servidores inativos.

Mora na filosofia

O vice-presidente nacional do PT, Alberto Cantalice, minimizou ontem a revolta de parte dos militantes do partido com a confirmação de Marcia Tiburi como candidata ao governo. “No PT é difícil uma coisa ser unânime”, diz Alberto. “Mas a decisão da ampla maioria foi justamente de lançar um nome diferente”.

Outsider

O entrevero entre Ciro Gomes e o vereador Fernando Halliday acendeu um sinal vermelho no QG de Jair Bolsonaro. O problema não consiste apenas em identificar Ciro como o pior opositor possível para um bate-boca. O que os bolsominions temem é que seu candidato não tenha como se contrapor ao currículo de Ciro como ex-prefeito, ex-governador e ex-ministro.

Tenho beleza

Em relação a essa história de chamar Halliday de “Capitão do Mato” Ciro está coberto de razão. E viva Zé Celso Corrêa!

LANCE LIVRE

Os Produtores, musical que traz aos palcos a adaptação da clássica comédia cinematográfica de Mel Brooks, chega ao Vivo Rio com direção de Miguel Falabella, dia 13 de julho. A UFF promove terça-feira um debate sobre intolerância religiosa e estado laico. O evento contará com nomes como Amanda Mendonça, Christina Vital e Henrique Vieira.



Tags: ciro, coppe, informe jb, psol, rio

Compartilhe: