Jornal do Brasil

Quarta-feira, 20 de Junho de 2018 Fundado em 1891
Informe JB

Informe JB

Jan Theophilo


Os caminhos do amor

Jornal do Brasil

E no Dia dos Namorados, para amenizar as agruras da vida, nada como uma história de amor e política que comoveu o mundo. Em 2005, Manuela Lavinas Picq, filha da renomada economista Lena Lavinas, mudou-se para Quito, no Equador, onde foi dar aulas de relações internacionais na Universidade San Francisco. Lá, interessou-se pela luta dos direitos humanos dos povos indígenas. Em 2013, Manuela e Carlos Pérez Guartambel, presidente da Confederação de Nacionalidades Indígenas do Equador, se conhecem e se apaixonam. O romance dos dois ganha contornos políticos surpreendentes. Isto porque os equatorianos cultivam o mito das “três Manuelas”, mulheres que tiveram grande protagonismo na vida política do país, como por exemplo Manuela Sáenz, aliada e amante de Símon Bolívar. Alçada, sem querer, a condição de símbolo, em agosto de 2015 nossa Manuela teve seu visto de permanência revogado por ordem do presidente Rafael Corrêa. Em rede de televisão, Corrêa afirmou que “não era possível uma estrangeira se intrometer na política do país”. Os encontros e desencontros entre Manuela e Carlos, que foi pré-candidato à Presidência do Equador, em 2016, assim como os esforços dela para voltar ao País, deram origem ao documentário “La Manuela”, da diretora Clara Linhart, que será exibido dia 26 na Cinemateca de Quito. Mas a boa notícia vem agora.  Semana passada Manuela conseguiu um visto do Mercosul e embarcou ontem para Quito, onde a coluna deseja que a história encontre seu final feliz.

-----

Estamos aí...

“A política deu um nó, está todo mundo tonto”, espantava-se ontem uma raposa felpuda do MDB do Rio. Uma das principais questões é como o partido vai lidar com a candidatura de seu ex-filiado Eduardo Paes. Mas como o MDB nunca deixa de ser MDB, o deputado Rosenverg Reis já sinalizou que se precisarem de um nome para indicar a vice, ele topa o sacrifício.

...que papo legal

O problema é que a popularidade do clã Reis em Caxias já não mais essa Brastemp toda. Numa festa junina sábado, o prefeito Washington Reis, irmão de Rozenverg, tomou uma vaia tão estrepitosa que até o santo ficou com vergonha. Temos imagens.

Viva Alberto Dines

O maestro Isaac Karabtchevsky dedicará o concerto da Orquestra Petrobras Sinfônica, sexta-feira à memória do jornalista Alberto Dines, , falecido mês passado. Serão mais de 200 componentes no palco do Theatro Municipal, que juntos apresentarão a “Sinfonia nº3”, de Leonard Bernstein, mais conhecida como “Kaddish”. A obra é inspirada pela prece judaica homônima, que homenageia os entes falecidos

Sorria, comunista

Quem não chora, não mama. Depois de reclamar publicamente que não estava sendo chamado para sabatinas dos jornais e TVs, o pré-candidato do PC do B, Leonardo Giordano, conseguiu se fazer ouvir e vai participar de uma rodada de entrevistas essa semana. A coluna agora aguarda a mesma gentileza para com a nossa Valéria Monteiro.Coragem!

Testemunhas  de  Jeová  de  todo  o  mundo  lançaram campanha  para convidar  o  público  para  sua série  anual  de  congresso, que começam sexta-feira em   180  países com o tema “Tenha coragem”. O programa  de  três  dias  terá  54  partes  com  discursos,  leituras  dramatizadas,  entrevistas  e vídeos  curtos.  

Manda quem pode

O presidente estadual do PT, Washington Quaquá, teve um papo reto com o ex-ministro Edson Santos, que se lançou pré-candidato ao governo do Rio. Quaquá digamos, explicou, que foi o próprio Lula quem tirou da cartola o nome de Marcia Tiburi para ser a candidata do partido. Para bom entendedor...

------

LANCE LIVRE

Luiz Otavio Nazar será um dos coordenadores de saúde da campanha de Romário no Rio. A Velo-City, conferência internacional sobre mobilidade urbana, promove quinta-feira, no Píer Mauá, uma “bicicletada” com prefeitos do mundo todo.



Tags: infome jb, jan, pcdob, política, relações internacionais

Compartilhe: