Jornal do Brasil

Segunda-feira, 16 de Julho de 2018 Fundado em 1891
Informe JB

Informe JB

Jan Theophilo


União em xeque

Jornal do Brasil

Pegou mal a decisão do PDT de não assinar a convocatória para o ato de hoje, no Circo Voador, “Em defesa da democracia e justiça para Marielle e Anderson”, com a presença de Lula, Marcelo Freixo e Manuela D´Ávila. O presidente nacional do partido, Carlos Lupí, avisou ao vice do PT, Alberto Cantalice, que vai a Tocantins participar da filiação da senadora Katia Abreu ao partido. Nas articulações da corrida para o Planalto, a ausência diz muito. “Ciro Gomes pensou que, sem Lula, ele se tornaria o candidato mais viável. No limite, o PT teria de votar nele”, diz o pré-candidata do PSOL, Guilherme Boulos. “O problema é que os movimentos dele em direção a uma classe média anti-petista queimaram os navios com a direção do PT. O campo petista está disposto a não votar nele de maneira nenhuma”. O senador Lindbergh Farias foi nomeado o algodão entre os cristais e tentará, ao menos, levar o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, ao ato. O dia promete ser de grandes emoções.

Crise na Faperj 

Já se fala em pelo menos dois nomes para o lugar do Ricardo Vieiralves na presidência da Faperj, após a eclosão do escândalo do “Palácio da ciência e dos Ratos”. O mais óbvio é o do ex-presidente Augusto Raupp, filho do ex-ministro da Ciência no governo Dilma, Marco Antônio Raupp. Corre por fora o diretor de ciências da saúde do CNPQ, Marcelo Morales. Isso se outros nomes não aparecerem até o fechamento da edição.

Dinheiro para cultura 

Boa notícia para os pontos de cultura cariocas. O Ministério da Cultura está passando a limpo o programa Cultura Viva e o próximo convênio a ser repactuado é o do Rio. A análise feita pelo MinC mostrou que, dos 50 pontos de cultura da rede carioca, apenas 38 estão aptos a receber recursos. Os demais, ou não cumpriram metas estabelecidas pelo programa, ou não existem mais. Os que forem admitidos no novo modelo receberão R$ 60 mil cada. Dinheiro que estava parado por causa de problemas na execução do convênio.

Índio sem apito 

A agenda política da semana começa com o rompimento entre o prefeito Marcelo Crivella e seu ex-super-secretário, Antônio Pedro Índio da Costa, pré-candidato ao governo.  Na semana passada, o pedido de exoneração da secretária Verena Andreata, foi considerado a pá de cal no fim da relação política entre os dois  A turma que age como algodão entre os cristais entrou em campo para manter a aliança entre PSD e PRB para as eleições do Rio. As chances de sucesso não são as melhores.

Reage Magé! 

Não é nada, não é nada, os prefeitos do entorno da Bacia de Campos comemoram uma retomada econômica. Depois de um período de sucesso do pré-sal na Bacia de Santos a atenção dos investidores voltou ao  litoral Norte Fluminense, que ficou  com 94% do total de R$7,5 bilhões arrecadados nos leilões das áreas  de Petróleo a serem exploradas pelas petroleiras nacionais e estrangeiras, que atuam no Brasil.

Verdade nos versos 

Há quem diga que é efeito direto da intervenção militar no Rio. Mas a música que mais tocou nos bailes e festas das favelas este fim de semana foi a versão do grupo O Rappa para o clássico “Hey Joe” de Jimmi Hendrix. Em especial pelo trecho que diz: “também morre quem atira”. Alô, PM!

Estilo Zozimo 

E o professor Tarcisio, heim? Maior saudade...

LANCE LIVRE

O jornalista Pedro Doria finaliza novo livro sobre a ascensão do fascismo no Brasil com foco nos anos 30 e 40. Maior empresa de implosões do país, a Fabio Bruno Construções comemorara a expansão de suas atividades para a ilha de Nassau, nas Bahamas. 



Tags: colunista, informe, jan theophilo, jb, jornal do brasil

Compartilhe: