Jornal do Brasil

Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Informe CNC

Pesquisas, estudos, análises e informações sobre
o comércio de bens, serviços e turismo.

Ministério do Trabalho lança plataforma digital do Emprega Brasil

Informe CNC

O presidente Michel Temer e o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, lançaram, em cerimônia no Palácio do Planalto, dia 21 de novembro, um pacote com quatro ações para melhorar e modernizar o atendimento e a qualificação dos trabalhadores: Carteira de Trabalho Digital; Sine Fácil 2.0; Seguro-Desemprego Web; e Escola do Trabalhador. As iniciativas fazem parte da plataforma digital do Programa Emprega Brasil.

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) foi convidada a participar da cerimônia, assim como outras entidades representantes do empresariado brasileiro.

Ministro Ronaldo Nogueira discursa durante a cerimônia no Palácio do Planalto, que teve a presença do presidente Michel Temer
Ministro Ronaldo Nogueira discursa durante a cerimônia no Palácio do Planalto, que teve a presença do presidente Michel Temer

Sine Fácil 2.0 – Benefícios para o empregador

O de maior destaque, Sine Fácil 2.0, trata-se de um aplicativo móvel que permite ao trabalhador encontrar, de forma prática e rápida, vagas adequadas ao seu perfil. Desenvolvida pela Dataprev, a solução leva ao cidadão os serviços do Sistema Nacional de Emprego (Sine) a partir de dispositivos conectados à internet, como celulares e tablets.

Segundo o Ministério do Trabalho, a solução possibilita ao empregador encontrar mais rapidamente um profissional com o perfil desejado. As vantagens incluem a verificação de currículos, a escolha de trabalhadores para participar de processos seletivos e a consulta a entrevistas agendadas.

Seguro-desemprego e Carteira de trabalho Digital

O seguro-desemprego via web permitirá que o benefício seja solicitado de casa, assim que o trabalhador receber os documentos demissionais. O procedimento não elimina a necessidade de o profissional ir, após preencher seu cadastro na internet, até um posto do Sine, mas vai agilizar o atendimento nas agências.

Já a Carteira de Trabalho Digital funcionará no aplicativo, onde o cidadão poderá consultar o histórico profissional e o contrato anual.

Qualificação

Criada a partir de uma parceria com a Universidade de Brasília (UnB), a Escola do Trabalhador é uma plataforma digital de ensino a distância com capacidade para qualificar, até o fim de 2018, seis milhões de brasileiros. A plataforma disponibilizou, já a partir de 21 de novembro, os 12 primeiros cursos. Eles foram determinados com base na análise de dados estatísticos sobre o mercado de trabalho e das necessidades de empregadores e trabalhadores. Outros 38 serão oferecidos até o fim do ano que vem, também de acordo com pesquisas e demandas do mercado.

Além da Escola do Trabalhador, três ofertas de serviços na internet vão facilitar a vida de quem precisa encaminhar o pedido de seguro-desemprego, solicitar ou consultar a carteira de trabalho e buscar vagas de emprego.

Como acessar

O aplicativo, que é gratuito, está disponível na versão para Android e em breve também para iOS. Para utilizá-lo, o trabalhador deverá ter um código de acesso (QR Code), que pode ser obtido no portal Emprega Brasil, nas unidades de atendimento do Sine, no documento que ele recebe no ato da rescisão de contrato ou na solicitação do seguro-desemprego. O código de acesso é individual, garantindo mais segurança às informações e agilidade no atendimento.

Após instalar o aplicativo no seu celular ou tablet, o trabalhador deverá digitalizar o código utilizando a câmera fotográfica do aparelho

“Pelo Sine Fácil, o trabalhador poderá agendar entrevistas com empregadores, acompanhar a situação do benefício do seguro-desemprego e acessar outros serviços de seu interesse. Um diferencial importante é que o aplicativo permite consultas a vagas de emprego, em qualquer horário ou local, sem a necessidade de o trabalhador se deslocar até um posto de atendimento”, afirmou o ministro Ronaldo Nogueira. Segundo dados do Ministério do Trabalho, a rede Sine conta, atualmente, com 1.440 unidades em todo o País e realiza 300 mil atendimentos diários.

Tags: atendimento, carteira de trabalho digital, escola do trabalhador, modernização, qualificação, seguro-desemprego web, sine fácil 2.0

Compartilhe: