Jornal do Brasil

Acervo

Departamento de Habitação dos EUA acusa Facebook de discriminação

Jornal do Brasil

O departamento de Habitação dos Estados Unidos anunciou nesta sexta-feira que iniciou uma ação contra o Facebook por permitir práticas discriminatórias em sua plataforma.

"O Facebook permite aos anunciantes dirigir os anúncios imobiliários que os usuários recebem em função de sua raça, cor, religião, sexualidade, estado civil, nacionalidade de origem e incapacidade...", denunciou o órgão estatal.

Segundo o departamento, o Facebook oferece ferramentas aos anunciantes para atingir possíveis inquilinos ou compradores de imóveis em função de sua cor e origem social.

"Não há lugar para discriminação no Facebook. Isto é proibido em nossos regulamentos internos", respondeu o grupo à AFP.

"No último ano fortalecemos nossos sistemas para protegê-los do mau uso", acrescentou a rede social, destacando que cooperará "diretamente" com o departamento de Habitação para esclarecer estas preocupações.

Alguns anúncios imobiliários são dirigidos apenas a certos usuários, enquanto outros são privados da informação em razão de sua incapacidade, religião ou outros elementos, acusou o departamento.

Certos anúncios não chegam a usuários cujo perfil no Facebook indicam "interesse na América Latina, Canadá, sudeste asiático, China, Honduras ou Somália".

lo-gc/lr



Tags:

Recomendadas para você