Jornal do Brasil

Acervo

Operário nepalês morre em obra de estádio do Mundial de 2022

Catar vem sendo alvo de denúncias por maus tratos

Jornal do Brasil

O Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2022, no Catar, revelou nesta terça-feira (14) que um operário nepalês de 23 anos morreu enquanto trabalhava nas obras do estádio de Al Wakrah, que receberá partidas do próximo Mundial.

O órgão, que é vinculado ao governo do país asiático, não informou a causa da morte e nem como aconteceu, mas o Comitê enviou as "mais profundas condolências" à família do jovem operário.

Além disso, o órgão divulgou que as autoridades locais irão, em breve, investigar o incidente para esclarecer os motivos da morte do nepalês.

O Catar vem sendo criticado internacionalmente pelas recorrentes mortes de operários durante as obras das arenas que receberão o Mundial de 2022. A suposta falta de segurança oferecida aos funcionários é o principal alvo das reivindicações.

Além disso, o país vem sendo alvo de denúncias, principalmente por parte da Anistia Internacional (AI), pelos maus tratos com os trabalhadores.

O caso mais famoso foi a morte do operário britânico Zachary Cox, em 2017. Na ocasião, o homem caiu de uma altura de 40 metros enquanto trabalhava nas estruturas do Khalifa International Stadium. As autoridades do Reino Unido colocaram a culpa no Catar por condições perigosas de trabalho.

Em outra ocasião, o operário nepalês Anil Kumar Pasman perdeu a vida em 2016 após ser atingido por um caminhão nas obras da arena.

A Copa do Mundo de 2022 será a 22ª edição da competição. O torneio será disputado entre os dias 21 de novembro e 18 de dezembro. Além disso, o Mundial será o último que terá o formato com 32 seleções.



Tags:

Recomendadas para você