Jornal do Brasil

Acervo

Maduro insiste que EUA quer conflito armado entre Venezuela e Colômbia

Jornal do Brasil

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, denunciou nesta quinta-feira supostos planos dos Estados Unidos para desencadear um conflito armado entre seu país e a vizinha Colômbia, e pediu aos militares venezuelanos que se mantenham em "alerta máximo".

"O imperialismo norte-americano está preparando provocações na fronteira e além para levar a Colômbia e a Venezuela a um estado de confrontação armada", disse Maduro em um ato no qual os novos comandantes da Aviação e a Marinha assumiram seus cargos.

O presidente afirma que como parte desse complô "estão infiltrando grupos paramilitares" na fronteira binacional "para causar dano à população venezuelana (...) e tentar escalar um conjunto de provocações". Ele não especificou quem está por trás dessa decisão.

"Eu disse em várias oportunidades e reitero: a Força Armada Nacional Bolivariana precisa estar atenta, em alerta máximo com os falsos positivos (montagens) da oligarquia criminosa e invejosa que cumpre, de Bogotá, as ordens de Washington".

Maduro tem denunciado há meses uma suposta conspiração entre Estados Unidos e Colômbia para propiciar um conflito bélico que justifique uma invasão e o tire do poder. No entanto, ele até agora não apresentou qualquer prova sobre o suposto complô.

mbj/axm/rsr/cc



Tags:

Recomendadas para você