Jornal do Brasil

Acervo

Vídeo dos meninos tailandeses presos na caverna tem mais 14 milhões de acessos

Jornal do Brasil

Abatidos e com fome, os 12 meninos presos em uma caverna na Tailândia há mais de nove dias se sentem incomodados pela luz da lanterna do socorrista que os encontra na escuridão da gruta inundada, como mostra o vídeo que já teve milhões de acesso na Internet.

Na gravação, os 12 garotos de uma equipe de futebol, com idades entre 11 e 16 anos, e seu treinador, de 25, conversam rapidamente com o mergulhador britânico que esteve com eles na noite de segunda-feira.

A conversa começa com um comovente "obrigado!" em coro, em inglês, por parte dos garotos, quando veem os socorristas surgindo das águas.

"Quantos são vocês?", pergunta o socorrista britânico com voz forte, enquanto sua lanterna passeia pelo grupo.

"Treze", responde um dos menores em inglês.

"Treze? Ótimo!", responde o mergulhador.

O foco ilumina os meninos um a um, como se o mergulhador os contasse.

Alguns dos "Javalis Selvagens", como se chama sua equipe de futebol, cobrem as pernas com sua camiseta vermelha para tentar se proteger do frio. Parece que estão atordoados, mas os que se comunicam demonstram lucidez, apesar dos longos dias sem comer.

O vídeo foi postado na madrugada desta terça na página oficial da Marinha tailandesa no Facebook e já teve 14 milhões de visualizações.

- 'São muito fortes' -

A conversa continua com sussurros em tailandês interrompidos pelas palavras de ânimo do mergulhador.

Um dos garotos pergunta, em um inglês hesitante, se vão sair dali.

"Não, hoje não [...] Somos dois, é preciso mergulhar [...] Tem muita gente a caminho, muita, muita gente, nós somos os primeiros", explica o mergulhador.

Ele ainda levanta a mão para dizer que estão há dez dias debaixo da terra e acrescenta: "vocês são muito fortes".

Depois, dá a eles uma lanterna. A câmara se desestabiliza e o som desaparece, voltando em seguida. "Estou muito feliz", diz, então, um dos adolescentes.

"Nós também estamos felizes", responde o socorrista.

"Muito obrigado", respondem os garotos.

Três mergulhadores britânicos - Robert Harper, Richard Stanton e John Volanthen - chegaram à Tailândia na quarta passada para ajudar as equipes de resgate.

Dois deles conseguiram localizar os garotos antes dos especialistas da Marinha tailandesa.

Até o momento, não se sabe quem fala no vídeo. A equipe de mergulhadores se mantém cuidadosamente afastada da imprensa há uma semana.

À espera do retorno dos garotos, as redes sociais se encheram de manifestações de alegria dos tailandeses.

"Estou quase chorando, são realmente corajosos e resistentes", dizem os internautas tailandeses na página da Marinha no Facebook.

A alegria é atenuada, porém, pela dificuldade das operações previstas e pelos possíveis traumas psicológicos que os jovens podem sofrer após os longos dias nas entranhas da caverna.



Tags:

Recomendadas para você