Jornal do Brasil

Acervo

Trump diz que assinará decreto para por fim à separação de famílias migrantes

Jornal do Brasil

O presidente americano Donald Trump anunciou nesta quarta-feira que irá assinar um texto para evitar a separação das famílias de imigrantes que cruzaram ilegalmente a fronteira com o México.

"Vamos manter as famílias juntas", explicou Trump na Casa Branca.

"Vou assinar alguma coisa em breve", apontou, explicando esperar que sua ação seja seguida por uma lei.

O governo americano está sendo muito criticado, internamente e internacionalmente, por sua política de "tolerância zero" que fez com que mais de 2.300 menores de idades fossem separados de suas famílias em cinco semanas.

Mais cedo, o líder dos republicanos na Câmara de Representantes, Paul Ryan, anunciou que vai submeter ao voto dos legisladores na quinta-feira a lei que acaba com as separações de famílias e que "resolve" o status dos menores de idade em situação ilegal nos Estados Unidos.

"Com a nossa lei, quando as pessoas forem processadas por cruzarem a fronteira ilegalmente, as famílias ficarão juntas durante todo o processo legal, sob autoridade da Segurança da Pátria", disse Paul Ryan após se encontrar com o presidente Donald Trump no dia anterior.

Os republicanos são maioria na Câmara de Representantes, mas esta lei passará então ao Senado onde sua maioria é muito frágil (51-49).

Por outro lado, esta lei resolverá o problema de centenas de milhares de jovens indocumentados no país, disse ele sem maiores detalhes.

>> Ivanka Trump pede ao pai o fim da separação das famílias imigrantes

>> Nova York recebe crianças separadas na fronteira e processará governo

>> Jornalista dos EUA chora ao vivo ao noticiar separação de crianças dos pais





Tags:

Recomendadas para você