Jornal do Brasil

Acervo

Pescadores bloqueiam portos europeus contra pesca elétrica

Jornal do Brasil

ONGs e pescadores tradicionais de vários países europeus bloqueavam vários portos, nesta segunda-feira (18), para protestar contra a pesca elétrica, um método que "destrói o ambiente marinho", alerta um comunicado da associação de defesa dos oceanos, Bloom.

Os pescadores tradicionais, que se opõem à prática, devem fazer protestos em vários portos europeus, incluindo Boulogne-sur-Mer (França), Ijmuiden (Holanda), Nieuwpoort (Bélgica), Lowestoft (Reino Unido), Flensburgo (Alemanha) e Mandriola (Itália).

Os manifestantes buscam alertar as autoridades políticas europeias para que proíbam definitivamente esta técnica de pesca, afirma a Bloom.

Proibido no Brasil, na China e nos Estados Unidos, esse tipo de pesca consiste em enviar de um bote descargas elétricas no sedimento para poder capturar a fauna marinha do fundo do mar.

Está proibida na Europa desde 1998, mas a Comissão Europeia a autoriza desde 2006 a título experimental.

As ONGs acusam a Comissão Europeia de ter cedido aos lobbies holandeses da pesca industrial, em detrimento dos pequenos pescadores.

"Com o passar dos anos, o esgotamento dos peixes ao longo da costa do Mar do Norte levou os pescadores tradicionais à beira do colapso econômico", lamenta a Bloom, no comunicado.

Em meados de janeiro, o Parlamento Europeu se pronunciou contra a pesca elétrica na UE, mas esta foi apenas uma etapa no longo caminho legislativo que resta ao texto. O Parlamento deve negociar com o Conselho (os Estados-membros) e com a Comissão para encontrar um compromisso final.

sr/meb/pa/tt



Tags:

Recomendadas para você