Jornal do Brasil

Acervo

Seleção masculina de vôlei atropela Sérvia na estreia da Liga das Nações

Jornal do Brasil

A seleção brasileira masculina de vôlei estreou com grande vitória nesta sexta-feira na Liga das Nações, competição que substitui a Liga Mundial. Na casa do adversário, na cidade de Kraljevo, o time superou a Sérvia por 3 sets a 0, com parciais de 25/22, 25/22 e 26/24.

O Brasil volta à quadra neste sábado para enfrentar a Itália, às 11h (de Brasília), na reedição da final olímpica do Rio-2016, duelo no qual o time brasileiro garantiu a medalha de ouro. A seleção italiana vem de vitória sobre a Alemanha por 3 sets a 1 (25/18, 25/19, 23/25 e 25/20). No domingo, também às 11h, os comandados do técnico Renan Dal Zotto encaram a Alemanha.

Maior campeã da história da extinta Liga Mundial com nove títulos, a equipe brasileira tenta agora manter o domínio histórico. No novo formato, agora chamado de Liga das Nações, a competição conta, basicamente, com mais etapas e mais viagens.

Após a Sérvia, a delegação volta para o Brasil. Depois viaja para Rússia, Bulgária e Austrália. Se avançar à fase final, jogará na cidade de Lille, na França. O caminho dessa jornada ao redor do mundo começou a ser traçado com um triunfo incontestável.

A vitória veio com um ace de Bruninho, fechando o jogo em 26 a 24. Mas, desde o início, o Brasil conseguiu segurar o ímpeto da Sérvia no saque, teve uma grande atuação defensiva, com destaque para o bloqueio. Também não demonstrou cansaço apesar de ter chegado de viagem há três dias.

"A dedicação do time, o foco quando estava atrás foi impressionante. A concentração mesmo com a torcida contra... Precisamos manter esse nível e melhorar. É o primeiro passo de muitas viagens e agora já temos que concentrar para o jogo de amanhã (sábado)", analisou o levantador Bruninho.

O principal pontuador da partida foi Wallace, com 17 pontos. E, apesar de o triunfo ter vindo por 3 sets a 0, as equipes fizeram um jogo parelho e a concentração nos pontos finais foram o diferencial da equipe brasileira.

O time teve como principal novidade a presença de Murilo entre os titulares. A formação inicial contou também com Bruninho, Wallace, Maurício Souza, Lucão, Lipe e Maurício Borges. A base da seleção que conquistou o ouro olímpico.

Nos dois sets iniciais, o Brasil conseguiu ser regular e fechou as duas parciais graças a vacilos do time sérvio. O terceiro foi o mais equilibrado, com o adversário à frente do marcador por quase todo o set. No fim, no entanto, o Brasil conseguiu fazer 25 a 24 graças a mais um erro do adversário, que deu quatro toques na bola. E no saque de Bruninho fechou o jogo.



Tags:

Recomendadas para você