Jornal do Brasil

Acervo

Trump diz que não irá interferir em investigação sobre Rússia

Jornal do Brasil

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse hoje que decidiu não interferir no Departamento de Justiça do país, que está conduzindo uma investigação sobre supostas ligações de associados seus com a Rússia, mas sugeriu que poderá rever sua postura.

"Estou muito decepcionado com meu Departamento de Justiça. Decidi que não vou me envolver", disse Trump em entrevista à emissora Fox News, acrescentando, porém, que "pode mudar de ideia em algum momento".

Trump tem feito críticas públicas às principais autoridades do Departamento de Justiça e do Federal Bureau of Investigation (FBI) pela forma que têm conduzido investigações sobre suposta interferência da Rússia na eleição presidencial americana de 2016. Recentemente, o presidente considerou a possibilidade de afastar investigadores do caso.

Também na entrevista à Fox News, Trump criticou o que chamou de corrupção no FBI.

"Você vê a corrupção na alta cúpula do FBI, é uma desgraça, e nosso Departamento de Justiça - da qual tento ficar afastado, mas em algum momento, não ficarei mais - nosso Departamento de Justiça deveria estar apurando esse tipo de coisa", disse Trump.

Segundo Trump, a investigação sobre a Rússia é uma "absoluta desgraça" e uma "nuvem sobre minha cabeça".

O conselheiro especial Robert Mueller investiga se pessoas associadas a Trump entraram num conluio com a Rússia para interferir na eleição dos EUA de 2016 e se o presidente tentou obstruir a Justiça ao demitir o ex-diretor do FBI James Comey no ano passado. Trump nega as acusações de conluio ou obstrução e Moscou nega ter interferido nas eleições americanas. Fonte: Dow Jones Newswires.



Tags:

Recomendadas para você