Jornal do Brasil

Acervo

Vídeo da GM multando carros em estacionamento de supermercado gera polêmica

Jornal do Brasil

Um vídeo no qual guardas municipais aparecem multando carros num estacionamento está gerando polêmica nas redes sociais. O homem que grava o vídeo, que seria no supermercado Guanabara, reclama dos agentes, afirmando que enquanto eles agem num local privado, as ruas estão sem fiscalização.

"Hoje é sábado, de manhã cedo, estamos dentro do supermercado Guanabara, e está aqui o carro da Guarda Municipal, com os guardas municipais multando pessoas dentro do estacionamento privado, enquanto no público, nada acontece", reclama o homem que gravou o vídeo.

Um agente responde: "O guarda está la fora multando, senhor".

O homem responde: "Não está não. Eu canso de chamar", diz, questionando ainda por que eles estão naquele estacionamento. O guarda diz que está cumprindo ordens superiores.

"O superior de vocês mandou vocês virem dentro de um estacionamento particular para aplicar multa? Enquanto isso as pessoas do lado de fora estão precisando da Guarda Municipal e vocês não fazem nada. Parabéns." 

O homem ainda sinaliza para o guarda. "O senhor não tem nem nome te identificando. Que absurdo. Isso aqui é Rio de Janeiro. É Crivella. Impressionante", finaliza.

A Secretaria de Ordem Pública enviou nota nesta segunda-feira (23) com resposta da Guarda Municipal do Rio. Confira na íntegra:

A Guarda Municipal do Rio atua na fiscalização do correto uso de vagas especiais, destinadas a idosos e a pessoas com deficiência, em estabelecimentos privados de uso coletivo, como shoppings e supermercados, em todas as regiões da cidade. 

A ação é realizada em cumprimento à lei federal 13.146/2015, que determina a reserva de vagas próximas aos acessos de circulação de pedestres, devidamente sinalizadas, para veículos que transportem pessoa com deficiência com comprometimento de mobilidade, desde que devidamente identificados, em todas as áreas de estacionamento aberto ao público, de uso público ou privado de uso coletivo e em vias públicas. Além disso, as resoluções 303 e 304 do CONTRAN também prevêem que o poder público tenha acesso a esse tipo de estacionamento.

A fiscalização faz parte da rotina operacional da GM-Rio há um ano, tendo sido amplamente divulgada, e foi fomentada pela falta de cidadania e respeito ao próximo. Os estabelecimentos com maior número de reclamações, feitas pela Central 1746, recebem a fiscalização com regularidade. Em 2017, a GM-Rio registrou 2.316 infrações de trânsito por uso indevido das vagas especiais. Do total de infrações, 1.972 foram aplicadas a veículos parados em vagas de idosos e 344 nas vagas destinadas a pessoas com deficiência nas 339 visitas realizadas em 2017.

A GM-Rio destaca ainda que conta com a colaboração da população no respeito às regras de trânsito e também na denúncia de irregularidades.



Tags:

Recomendadas para você