Jornal do Brasil

Acervo

E após o Me Engana que Eu Gosto? 

Jornal do Brasil

Botafogo e Vasco começam a decidir hoje o carioquinha e me pego pensando o que esperar dos quatro times do Rio no próximo Brasileiro. No último campeonato, os paulistas dominaram a competição, conquistando o título (Corinthians), o vice-campeonato (Palmeiras) e a terceira colocação (Santos). Somente o São Paulo destoou, em décimo terceiro. Já entre os cariocas, Flamengo (sexto) e Vasco (sétimo) beliscaram uma vaguinha graças à infl ação da Libertadores, mas em momento algum chegaram a convencer ou empolgar. Será diferente este ano? Custo a crer.

O Glorioso e o Gigante da Colina chegam à fi nal do Estadual após campanhas medíocres nas quais exibiram todas as suas defi ciências, diante de adversários fraquíssimos. O mesmo pode-se dizer de Flamengo e Fluminense, que ganharam as Taças Guanabara e Rio, mas acabaram eliminados das fi nais. Do que serão capazes diante de adversários bem mais fortes? Duvido de grandes voos.

***

A hora da estrela? 

Apesar do equilíbrio demonstrado nos dois últimos jogos entre eles, o Botafogo leva importante vantagem nas fi nais. Além de começar jogando em casa, enfrentará um Vasco preocupado com o difi cílimo compromisso que terá no meio de semana, pela Libertadores, contra o Cruzeiro, no Mineirão. O que fazer com Paulinho, uma das mais promissoras estrelas da Colina, que não está 100% fi sicamente? Zé Ricardo tem se preocupado em poupá-lo e o time sofre com isso – somente quando entrou, contra o Fluminense, os vascaínos se encontraram em campo. É melhor começar com o garoto, ou poupá-lo, visando à Libertadores? O dilema serve ainda para todos os outros jogadores que não estão na ponta dos cascos. Já o Botafogo não tem nenhum outro compromisso de hoje até o domingo que vem, quando se decide o título. Inegavelmente, é um senhor handicap.

***

Rédea curta 

Entrevista dada pelo vice-presidente de futebol do Flamengo, Ricardo Lomba, mostra que ele levou um puxão de orelhas do presidente Eduardo Bandeira de Mello, adepto daquele eterno jeito blasé, que tanto irrita a torcida e se refl ete diretamente na postura do time, igualmente sem fi bra ou tesão. Entre um e outro, não tenho a menor dúvida de que o estilo Lomba é, disparado, o preferido dos torcedores.

***

Fazer o quê? 

Libertadores de 1981, o Flamengo vai a Cochabamba, enfrentar o Jorge Wilsterman. Acompanhando a equipe da Rádio Globo (da qual era comentarista), João Saldanha desembarcou na cidade e pegou um táxi. Mal o carro começou a rodar, o motorista virou-se e perguntou:

- Señor, quieres mujer?

E o Saldanha:

- No, gracias.

O taxista, entretanto, não se deu por vencido:

- Señor, quieres brillo (cocaína, na gíria, em castelhano)?

E o João:

- No, gracias.

Aí, o homem perdeu a esportiva:

- Señor, si no quieres mujeres, ni brillo, que diablos quieres acá, em Cochabamba?

***

Amor cubano 

Essa faz parte do folclore dos Jogos Pan-Americanos. Em 1999, quando a competição se realizou em Winnipeg, um grupo de atletas cubanos passeava pela cidade quando um dos cartolas da delegação – um velhinho de oitenta e tantos anos – sofreu um ataque cardíaco. Caído no chão, pediu, como último desejo, uma bandeira para se despedir de sua querida Cuba.

Procura daqui, procura dali, não havia por perto sequer uma fl âmula de mão. Foi quando uma das mais belas atletas, penalizada com o sofrimento do ancião, confessou que tinha tatuada em uma das nádegas a bandeira de Cuba. E se ofereceu para ajudar.

No meio da rodinha, a mulher virou-se de costas para o moribundo, baixou o short e deixou à vista a bandeira cubana tatuada em meio àquela colossal abundância. O velho agarrou-a com força e paixão e beijou a bandeira, bradando:

- Mi querida Cuba. Me despido com recuerdos, mi vieja Habana, mi hermosa tierra.

E tome de beijos e mais beijos no símbolo tatuado na bunda da moça, diante do grupo emocionado. Depois de algum tempo, o moribundo pediu, então, à mulher:

- Mira, chica, ahora date la vuelta que también quiero despedirme com um beso bien grande de mi amado Fidel.



Tags:

Recomendadas para você