Jornal do Brasil

Acervo

Austrália terá bateria gigante para energia solar

Jornal do Brasil

O magnata britânico Sanjeev Gupta construirá na Austrália Meridional a maior bateria do planeta, superando o projeto do fundador da Tesla, Elon Musk, no mesmo Estado, anunciaram as autoridades nesta sexta-feira. 

SIMEC ZEN Energy, controlada pelo grupo CFG Alliance, de Gupta, instalará a bateria com capacidade de 120 MW/140 MWh em Porto Augusta, no norte do Estado. 

A bateria apoiará uma nova usina de energia solar que está sendo instalada na siderúrgica Whyalla Steelworks, que a GFC Alliance comprou do produtor australiano de aço Arrium no ano passado. 

Sanjeev Gupta obteve um financiamento de 10 milhões de dólares australianos (6,3 milhões de euros) do governo da Austrália Meridional, que deseja desenvolver energias renováveis após o Estado ser privado de eletricidade em 2016 devido a uma tempestade. 

"Este anúncio é mais uma prova de que a Austrália Meridional [...] é um líder mundial em matéria de energias renováveis", destacou seu premier, Jay Watherill. 

"Além de ser a mais potente do mundo, a bateria da SIMEC ZEN Energy contribuirá para viabilizar a longo prazo a siderúrgica Whyalla...". 

A bateria de lítio/ion instalada por Elon Musk na localidade rural de Jamestown, ao norte de Adelaide, tem capacidade de 100 MW/129 MWh e foi conectada no final de 2017 na rede para abastecer 30 mil residências. 

Musk trabalha com a Austrália Meridional para instalar paineis solares e baterias Tesla em 50 mil residências, visando transformar as casas da região em uma gigantesca usina de eletricidade. 



Tags:

Recomendadas para você