Jornal do Brasil

Acervo

Holanda examinará DNA de mais de 20.000 homens para encontrar assassino

Jornal do Brasil

Haia, Holanda | AFP | sábado 24/02/2018 - 13:37 UTC | 199 palavras

A polícia holandesa iniciou neste sábado a coleta de mostras de DNA de mais de 20.000 homens para tentar localizar o responsável pelo assassinato de uma criança há 20 anos

"As portas de seis locais de coleta foram abertas", anunciou a polícia da província de Limburg no Twitter.

Quase 21.500 homens têm prazo de três semanas para fornecer DNA de forma voluntária, na última tentativa da polícia de localizar o autor do assassinato de 1998.

Nicky Verstappen, de 11 anos, desapareceu na madrugada de 10 de agosto de 1998 em um acampamento de verão na reserva natural de Brunssummerheide, sul da Holanda. O corpo do menino foi encontrado um dia depois perto do local.

A polícia convidou homens de 18 a 75 anos procedentes de Heibloem, onde o menino morava, ou de localidades próximas da reserva natural a participar no processo.

Os investigadores informaram que os participantes não são considerados suspeitos e que o objetivo é descobrir se algum voluntário é parente da pessoa que deixou vestígios sobre a roupa de Nicky Verstappen e no local em que foi encontrado o corpo.

As análises de DNA devem demorar vários meses. Em caso de coincidência serão realizadas buscas genealógicas.



Tags:

Recomendadas para você