Jornal do Brasil

Acervo

Aposta em juros baixos no curto prazo alimenta rali dos índices das bolsas de NY

Jornal do Brasil

Os principais índices das Bolsas de Nova York encerraram o pregão desta sexta-feira, 23, em alta firme, apoiados pela visão inclinada a juros mais baixos no curto prazo apresentada em documento do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Jerome Powell. A subida da cotação do petróleo também deu apoio aos ganhos diários.

O Dow Jones encerrou o dia em 25.309,99 pontos, alta diária de 347,51 pontos (+1,39%) e semanal de 90,61 pontos (+0,36%). O S&P subiu para 2.747,30 pontos, alta diária de 43,34 pontos (+1,60%) e semanal de 15,08 pontos (+0,55%). O Nasdaq terminou em 7 337,39 pontos, ganho na sessão de 127,30 pontos (+1,77%) e na semana de 97,92 pontos (+1,35%).

No começo da tarde, o Fed publicou o documento que Powell vai apresentar aos parlamentares na próxima semana. Nele, o presidente da instituição afirmou manter a posição "acomodatícia" em termos de política monetária e disse esperar que o fortalecimento do mercado de trabalho garanta o retorno sustentado da inflação ao nível de 2%.

"O Comitê espera que a força contínua da economia garanta novos aumentos graduais nas taxas dos Fed funds e que a taxa provavelmente permaneça abaixo dos níveis que o Fomc espera prevalecer no longo prazo", complementou Powell.

Os apontamentos dele foram vistos de maneira positiva pelos mercados acionários, já que juros mais baixos fazem com que mais dinheiro circule em ativos de risco.

A perspectiva de manutenção da liquidez ainda ajudou o petróleo a se valorizar. O otimismo dos participantes do mercado em relação à queda na produção americana relatada na véspera pelo Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) sustentou a alta da cotação, que levou para cima também as ações das petroleiras.

Os papéis da Chevron subiram 2,46% e os da ExxonMobil ganharam 2,20%.

Fonte: Estadão Conteúdo



Tags:

Recomendadas para você