Jornal do Brasil

Acervo

Hamilton diz que novo carro da Mercedes 'melhorou em todos os aspectos'

Jornal do Brasil

Pouco depois de o finlandês Valtteri Bottas ter o privilégio de ser o primeiro piloto a andar no novo carro da Mercedes em voltas com pneus de demonstração da Pirelli no circuito de Silverstone, na Inglaterra, a equipe apresentou oficialmente, nesta quinta-feira, o monoposto para a temporada de 2018 da Fórmula 1. E Lewis Hamilton, tetracampeão do mundo e vencedor de três dos últimos quatro campeonatos da categoria, não economizou elogios ao falar sobre o modelo W09 durante o evento promovido pela escuderia.

Embora visualmente seja muito parecido com o seu antecessor, o W08, o inglês destacou que o bólido recém-lançado "é melhor que o carro do ano passado em todos os aspectos". "No último ano o carro era fantástico, mas havia muitas coisas que nós ainda poderíamos melhorar nele", disse o britânico, enfatizando que o importante foi aproveitar o "DNA" do modelo de 2017 para conseguir uma evolução para 2018.

"Parece muito semelhante ao nosso carro anterior, mas, por dentro, embaixo de sua capa, e também em sua carenagem, tudo foi refinado para desempenhar ainda melhor do que no ano passado", afirmou Hamilton, que também fez questão de frisar que "os engenheiros fizeram um trabalho fenomenal" para construir este bólido. "Estou muito orgulhoso e grato por todo o trabalho duro que foi feito. Estou em forma e pronto para levar (o novo modelo da Mercedes) onde ele precisa ir", avisou.

Bottas, por sua vez, exibiu satisfação com o desempenho apresentado pelo carro nas voltas que percorreu nesta quinta-feira, quando pilotou em uma pista úmida em Silverstone que não permitiu que ele exigisse muito do W09. "As condições foram as que normalmente se apresentam em Silverstone nesta época do ano, mas tudo estava funcionando muito bem. O carro se 'sentiu bem' e o motor estava funcionando muito bem", disse.

Chefe da Mercedes, Toto Wolff também comemorou o resultado do trabalho realizado pelos integrantes da equipe para entregar um modelo com evolução significativa em relação ao utilizado em 2017. "Todo o trabalho árduo, todas as longas horas durante o inverno trouxeram o carro à vida. Fazer as primeiras voltas e ver que o carro está funcionando bem é um momento muito empolgante", destacou o dirigente durante a apresentação em Silverstone.

Wolff também lembrou que, embora a Mercedes tenha faturado os títulos dos Mundiais de Construtores e de Pilotos nos últimos quatro anos, a equipe enfrentou momentos de dificuldades em 2017 e viu o seu domínio ser ameaçado durante a temporada. 

"Nós vencemos o campeonato no ano passado, mas isso com dificuldades às vezes e com muito forte oposição (dos concorrentes). Nós precisávamos encontrar o equilíbrio certo do desenvolvimento do nosso carro sem perder a velocidade. No ano passado o nosso carro foi o mais rápido na pista - vencemos a maioria das corridas e tivemos a maioria das pole positions. E nós precisávamos preservar isso para esta temporada", disse.

Fonte: Estadão Conteúdo



Tags:

Recomendadas para você