Jornal do Brasil

Acervo

Venezuela começa a vender sua criptomoeda, a 'Petro'

Moeda arrecadou US$ 753 milhões no primeiro dia, disse governo

Jornal do Brasil

O governo da Venezuela, liderado por Nicolás Maduro, lançou oficialmente sua criptomoeda, a "Petro", que é lastreada ao petróleo. No primeiro dia de pré-venda, a moeda arrecadou US$ 753 milhões, informou Caracas.

A "Petro" tem como lastro 5,342 bilhões de barris de petróleo e, de acordo com Maduro, pretende gerar um "sistema financeiro mais justo".

O governo tinha decidido que o total de ativos virtuais emitidos seria 100 milhões de petros, sem emissões extraordinárias, e dos quais 82,4 milhões estariam disponíveis para a pré-venda, realizada ontem.

"São 20h32 de 20 de fevereiro e alcançamos uma intenção de compra na pré-venda da ordem de 4,777 bilhões de iuanes, 596 milhões de euros, US$ 735 milhões", afirmou Maduro.

O presidente alega que a criptomoeda pode ajudar a Venezuela a sair da crise econômica na qual se encontra, além de burlar restrições sofridas por sanções internacionais.

No entanto, especialistas alegam que a "Petro" não deve atrair tantos investidores quanto o governo da Venezuela espera devido à baixa confiança no país.



Tags:

Recomendadas para você