Jornal do Brasil

Acervo

Conheça Filó, o primeiro brasileiro a vencer uma Copa do Mundo

Nascido no Brasil, o jogador ganhou a Copa pela Itália em 1934

Jornal do Brasil

Por Renan Tanandone - Com cinco títulos, o Brasil é o maior vencedor da história das Copas, mas, 24 anos de Bellini levantar a taça de 1958, um brasileiro já havia se sagrado campeão mundial.

Conhecido em seu país como Filó e na Itália como Guarisi, este ponta-direita extremamente habilidoso e veloz brilhou no futebol de ambas as nações e foi o primeiro brasileiro a conquistar uma Copa do Mundo, só que pela Azzurra, em 1934.

Mas, para entender um pouco sobre esse feito, é preciso voltar ao início da carreira de Filó. De mãe italiana e pai português, Amphilóquio Guarisi Marques nasceu em São Paulo, em 1905, e começou sua trajetória como jogador na equipe infantil do Palestra Itália, em 1917. Ainda garoto, se transferiu para a Portuguesa, clube que na época era presidido pelo seu pai, Manuel Augusto Marques.

No entanto, segundo o historiado Fernando Galuppo, sua habilidade com a bola nos pés rapidamente encobriu o fato de que as "costas quentes" abriram caminho para o jovem jogador. Filó atuou pela Lusa por dois anos, e seu bom futebol chamou atenção do Club Athletico Paulistano, que o contratou em 1925.

Apesar da pouca idade, ele já atuava em um dos maiores times do futebol brasileiro na época, além de servir de coadjuvante do lendário Arthur Friedenreich, com quem conquistou três Campeonatos Paulistas.

Antes de desembarcar na Itália, seu último clube no Brasil foi o Corinthians, que contatou Filó em 1929, após a extinção do Paulistano. Pelo Timão, ele conquistou dois Campeonatos Paulistas e era favorito para uma posição de destaque na seleção brasileira para a Copa de 1930, no Uruguai.

Mundial

Astro no Paulistano e no Corinthians, Filó era esperado para integrar o elenco do Brasil para o primeiro Mundial. Antes disso, o jogador já havia estreado pela seleção brasileira, em 1925, mas disputara apenas quatro jogos pelo país.

Porém, um desentendimento entre as ligas carioca e paulista fez com que apenas jogadores que atuavam em clubes do Rio de Janeiro fossem convocados para a Copa de 1930, deixando craques de São Paulo de fora, como Filó, Friedenreich e Feitiço. Como resultado, o Brasil foi eliminado na primeira fase da competição, após uma derrota de 2 a 1 para a Iugoslávia.

De Filó para Guarisi

Passada a frustração de não ir para a primeira Copa do Mundo, Filó se transferiu para o futebol italiano, onde jogaria pela Lazio e passaria a ser chamado de Guarisi. Na época, a equipe biancoceleste era presidida pelo empresário Remo Zenobi, e como ele tinha negócios no Brasil e conhecia o futebol local, contratou uma legião de brasileiros, fazendo o clube ser conhecido como "Brasilazio".

Apesar de um início contestado, as boas atuações de Guarisi pela Lazio chamaram atenção do técnico da Itália, o lendário Vittorio Pozzo, que começou a convocá-lo para alguns jogos das Eliminatórias para a Copa de 1934, que seria sediada no país.

Como a mãe de Guarisi era italiana, ele se naturalizou e integrou o elenco da Azzurra no segundo Mundial. Além disso, foi o único atleta da Lazio convocado para a competição.

Com craques como Angelo Schiavio, do Bologna, e Giuseppe Meazza, da Inter de Milão, a Itália foi impecável. Na final, derrotou a seleção da Tchecoslováquia por 2 a 1 e conquistou sua primeira Copa. Mesmo sendo reserva e tendo atuado em apenas um jogo, Guarisi se tornou o primeiro brasileiro campeão mundial de futebol.

Ídolo da Lazio e com a carreira consagrada, o veterano Filó voltou ao Brasil em 1937, para defender novamente o Corinthians. Ele encerraria sua carreira no clube onde começara, o Palestra Itália, em 1940.

Filó, ou Guarisi, faleceu em 8 de junho de 1974, 27 dias antes do primeiro Scudetto da Lazio e somente dois dias depois do aniversário de 40 anos da conquista do Mundial de 1934, que o colocou na história.



Tags:

Recomendadas para você