Jornal do Brasil

Acervo

Rússia confirma doping de atleta do curling nos Jogos

Alexander Krushelnitskiy usou a substância meldonium

Jornal do Brasil

O Comitê Olímpico da Rússia anunciou nesta terça-feira (20) que a contraprova confirmou o doping do atleta de curling Alexander Krushelnitskiy, pego com a substância meldonium nos Jogos de Inverno de PyeongChang.

Krushelnitskiy conquistou a medalha de bronze no torneio de duplas mistas, ao lado de sua mulher, Anastasia Bryzgalova. A Corte Arbitral do Esporte (CAS) já havia anunciado uma substância proibida no organismo do russo na última segunda (19) e só aguardava o resultado da contraprova para confirmar o caso.

O Comitê Olímpico Internacional (COI) não anunciou oficialmente nenhuma sanção contra o atleta russo, que já deixou PyeongChang. No entanto, o episódio abala a relação da entidade com Moscou.

Em um comunicado, o Comitê Olímpico da Rússia lamentou o ocorrido e destacou que Krushelnitskiy usou a substância apenas uma vez. Além disso, a entidade disse que o uso do meldonium seria "inútil e ineficaz" para melhorar sua performance.

O comitê russo ainda relembrou que os exames antidoping feitos por Krushelnitskiy antes do começo dos Jogos de Inverno deram resultados negativos. Devido a um escândalo de doping envolvendo o governo, os russos disputam as Olimpíadas sob bandeira neutra, em uma delegação chamada "Atletas Olímpicos da Rússia".

Qualificado como um "modulador metabólico" para "aumentar a performance", o meldonium passou a ser proibido para atletas em janeiro de 2016. Originalmente, a substância é utilizada para cuidar de doenças cardíacas. (ANSA)



Tags:

Recomendadas para você