Jornal do Brasil

Acervo

Leitores do JB se dividem sobre intervenção federal no estado

Decreto será votado pelo Congresso Nacional na segunda e na terça-feira

Jornal do Brasil

Resultado parcial da manhã deste sábado (17) da enquete realizada com leitores no site do JORNAL DO BRASIL mostra que a opinião sobre a intervenção federal na segurança pública do estado do Rio de Janeiro não é consenso.

O resultado é levemente contrário à intervenção, com 51% dos leitores do JB rechaçando a intervenção; enquanto outros 49% mostram-se favoráveis à entrada de Forças Armadas no estado sob o comando do governo federal.

Clique no link abaixo e vote na enquete:

O presidente Michel Temer determinou a intervenção federal, sob comando militar, na segurança pública do estado do Rio de Janeiro. Você é contra ou a favor?

O decreto, que deve durar até o fim de 2018, já está em vigor, mas ainda precisa passar pela apreciação do Congresso Nacional, segundo determina a Constituição Federal. Os parlamentares devem analisar a medida já no início da próxima semana. A Câmara dos Deputados vota a medida na segunda-feira (19) e o Senado deve apreciar o texto no dia seguinte.

Para ser válido, o decreto precisa da autorização da maioria simples dos parlamentares presentes nos dois plenários. De acordo com a Constituição Federal, o decreto de intervenção deve ser analisado pelo Congresso depois de 24 horas de sua publicação. A Constituição determina ainda que, na vigência de intervenção federal, de estado de defesa ou de estado de sítio, não poderá haver apreciação de emendas constitucionais.

>> "Muita mídia", diz interventor sobre crise no Rio

>> Intervenção: Temer fala em "metástase" e medidas extremas para "pôr ordem"

>> Intervenção no Rio adia votação da Previdência, diz Maia

>> Pezão: 'Não estamos conseguindo deter guerra de facções'

>> Sucesso de intervenção vai depender de políticas públicas, diz ONG Rio de Paz

>> Intervenção é "imprescindível", diz Associação Comercial do RJ

>> Presidente do Sindicato dos Advogados-RJ diz que intervenção é "um equívoco"

>> Intervenção federal levanta polêmicas jurídicas, alertam professores de direito



Tags:

Recomendadas para você