Jornal do Brasil

Acervo

Estilhaço de bomba fere mulher que participava de protesto no Rio

Manifestação foi marcada por confrontos entre participantes e polícia

Jornal do Brasil

Durante os protestos que tomaram conta das ruas do Centro do Rio de Janeiro, uma manifestante ficou ferida após ser atingida por estilhaços de bombas na esquina da Avenida 13 de Maio com a Almirante Barroso. Em estado de choque a mulher foi atendida pelos socorristas da Cruz Vermelha.

De acordo com outros manifestantes, uma ambulância do Corpo de Bombeiros foi parada por pessoas que estavam próximas da vítima, mas teria se recusado a realizar o atendimento dizendo que estava se deslocando para apagar focos de incêndio. 

Na intenção de conter os manifestantes, a PM faz uso de bombas de efeito moral e de gás lacrimogêneo. A Avenida Almirante Barroso foi fechada. O mesmo aconteceu com as ruas Primeiro de Março, São José e Carioca. Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada para a Avenida Presidente Vargas com Primeiro de Março, onde manifestantes atearam fogo em caçambas de lixo e placas de compensado e interditaram a pista.

Houve enfrentamento também na Praça da Cinelândia em frente à Câmara de Vereadores do Rio. A PM atirou bombas de efeito moral para dispersar os manifestantes. As pistas do Aterro do Flamengo em direção ao centro do Rio foram bloqueadas.



Tags:

Recomendadas para você