Jornal do Brasil

Acervo

Piscinão de Ramos abandonado

Jornal do Brasil DAVID MARCOS*

Ponto de encontro mais famoso do subúrbio do Rio de Janeiro, o Parque Ambiental da Praia de Ramos, já é parte do imaginário popular carioca, porém com outro nome, Piscinão de Ramos. O local é um dos mais famosos espaços públicos do Rio de Janeiro, construído no governo de Anthony Garotinho em 2001. Recebe um público oriundo de diversos pontos da Cidade, de outros estados e até do exterior, o que demonstra seu potencial turístico e sua importância social. O espaço é utilizado por programas de televisão, cinema, eventos religiosos, no carnaval e até mesmo no réveillon, já chegou a ter um público de 60 mil pessoas em um único fim de semana.

Apesar de sua popularidade, sempre passa por períodos de abandono, mesmo após algumas reformas e até uma reinauguração, atualmente não é diferente.  A deterioração é visível em muitos pontos do parque. Os moradores e comerciantes locais costumam fazer pequenos reparos, o que não passa de um paliativo, pois a falta de manutenção e recuperação pelos órgãos públicos é óbvia, aos olhos dos que estimam pelo ambiente, uma das poucas possibilidades de lazer para quem não quer se dirigir a zona sul da cidade.

Por toda parte, na Cidade Maravilhosa, muitas máquinas e trabalhadores estão diariamente focados em construir grandes obras, porém as estruturas que existem não recebem a devida atenção, principalmente aquelas que se localizam nas extremidades da cidade e que são voltadas ao público das classes mais baixas, um erro político muito comum na história do país e que poderia passar despercebido, não fosse o momento atual um ponto de mutação na forma de comunição e posicionamento do povo, em relação aos seus governantes e sobre a própria condição em que se vive durante os mandatos.

Talvez estar ciente da precária condição física de um espaço de lazer público não seja nenhuma novidade para milhares de brasileiros, mas lembrar-se de que o dinheiro público é investido em áreas que só interessam a uma parcela específica e escolhida da população é um fato que deve ser relembrado o tempo todo, para que aqueles que já são esquecidos possam ser vistos.

*David Marcos é professor de fotografia, integrante da agência Imagem do Povo e ativista comunitário em Ramos



Tags:

Recomendadas para você