Jornal do Brasil

Acervo

Mesquita participa de reunião sobre programa em prol de deficientes  

Jornal do Brasil

A Prefeitura de Mesquita deu mais um passo na busca pela autonomia das pessoas com deficiência do município. O vice-prefeito, Waltinho Paixão, acompanhou a chefe da área técnica de fisioterapia da cidade, Cláudia Travassos, e o coordenador e a subcoordenadoria de Direitos da Pessoa com Deficiência, Robson Goulart e Neide Aparecida, em uma reunião com a apoiadora institucional do plano Viver Sem Limites, o Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, lançado pelo Governo Federal em novembro de 2011. 

O encontro serviu para que representantes de municípios do Estado do Rio pudessem aprender mais e sanar suas dúvidas a respeito da iniciativa, que visa melhorar a qualidade de vida de todas as pessoas com deficiência. No plano, estão inseridas ações nos eixos da educação, saúde, acessibilidade e inclusão social.

Mesquita é um dos municípios da Baixada Fluminense que batalha para ser contemplado com um Centro Especializado de Reabilitação (CER), para ampliar o acesso e a qualidade dos serviços de saúde prestados às pessoas com deficiência. Como o plano estabelece como meta a implantação de 45 novas unidades no país, esse foi um dos pontos mais levantados pela equipe mesquitense na reunião. 

“Seria muito importante para a cidade essa conquista. Além disso, uma das nossas preocupações principais também é a questão do transporte. Temos ônibus que foram doados para isso, mas infelizmente não possuem a adaptação necessária para servirem ao público que necessita deles”, aponta o vice-prefeito, Waltinho Paixão.

Mesquita conta com um Centro de Especialidades em Fisioterapia e Reabilitação (CEFIR), mas que funciona em um terreno que não pertence à prefeitura. Atualmente, o CEFIR tem mais de 7 mil pacientes cadastrados, cerca de 700 deles em tratamento. Deste número, mais de 100 são pessoas que fazem uso de algum meio auxiliar de locomoção como muletas e cadeira de rodas. De acordo com o censo do IBGE de 2010, no Brasil, 45 milhões de pessoas declaram possuir algum tipo de deficiência. 

 

 

 



Tags:

Recomendadas para você