Jornal do Brasil

Terça-feira, 17 de Julho de 2018 Fundado em 1891
Hildegard Angel

Colunistas - Hildegard Angel

Na cozinha com Lourdes ou na varanda com Toia, o Rio sempre surpreendendo

Jornal do Brasil

Patrícia Secco tem uma criatura, o Tuninho. Um ser oco, mas tem coração, que, aliás, foi ela quem fez palpitar em seu peito. Tuninho é sua, digamos, “obra prima”, e Patrícia adora exibi-lo em toda oportunidade. Como fez terça-feira, na cozinha que Caco Borges assina no espaço galeria Florense em Ipanema. Lá está o Tuninho, personagem de arame da Patricia, se exibindo, e até Lourdes Catão saiu de seu palacete Biarritz, no Flamengo, para lhe ser apresentada. Vejam só!

De alto para baixo, em sentido relógio, Roberto Kreimer e Beth Garcia; Maria Osório e Antonio Braga; Toia Lemann entre Tite Lego Barros e Thera Reguin; Toia entre Maria Osório e Marc Lemann.
Patrícia Secco e sua criatura, o Tuninho

A loja Anna Vic, de Toia Lemann, no Leblon, tem varanda e tem sacada, inspira serenata. Mas a gente gosta é de jam sessions, como a que Toia promoveu, com a Kiki Ferr & Jazz Band, em happy hour. Foi a primeira na série de shows mensais ‘Na Varanda’, com vista para o Redentor e o Dois Irmãos. 

-------

BORBULHANTES

ESTA SEMANA é especialmente dedicada ao Meio Ambiente. Vários eventos estão programados para motivar a população a valorizar nossas riquezas naturais e se comprometer com sua preservação... APROVEITANDO O momento, servidores do ICMBIo - Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - organizam um ato de alerta e informação, no domingo dia 10, no Parque Lage, a partir das 9 h... MAIS UM capítulo na campanha de resistência que eles vêm realizando, contra o loteamento político dos cargos técnicos da instituição... O PROBLEMA é que esse desvario não tem se limitado ao ICMBio, apesar de neste caso ser extremamente grave, por se tratar do órgão gestor de todas as Unidades de Conservação do país. Cerca de 332, se não me falha a memória... MAS ATINGE todas as entidades ligadas ao meio ambiente, nos âmbitos federal, estadual e, com enorme virulência, no municipal... ASSIM COMO fizeram com outros setores de nossa economia, estão sucateando nosso patrimônio ambiental... A ASSOCIAÇÃO de Moradores e Amigos do Jardim Botânico - AMAJB - também abraça a causa e convoca o maior número de pessoas para essa manifestação... SE VOCÊ também AMA o JB (os dois) e quiser juntar-se à causa, será muito bem-vindo!... QUEM VAI se casar é o Luís Nassif. Um dos mais importantes jornalistas brasileiros. Líder na blogosfera. Respeitado comentarista de economia e política... MINEIRO DE POÇOS de Caldas ele e Eugenia Gonzaga vão se casar, daqui a três semanas, na cidade sulfurosa, meio caminho para a maioria dos convidados, reunindo as famílias... NASSIF É DA mesma Poços de Caldas do Walther Moreira Salles, fundador do Unibanco, daí a sua iniciativa de escrever a biografia do banqueiro, já pronta, já passou pelos advogados e será lançada no segundo semestre... E COMO DEMOROU! A ideia nasceu em 1990, quando ele viu o embaixador Moreira Salles chegar a um evento do MASP com o filho, Pedro. Sem conhecê-lo, foi até ele, apresentou-se como conterrâneo, e ficou esperando o Não. Mas estavam lá Roberto Bornhausen e Roberto Teixeira da Costa, executivos do banco, que o conheciam, e o banqueiro ficou de analisar... DOIS MESES depois, o sinal positivo, não graças à boa biografia profissional de Nassif, mas à informação de um amigo da cidade, de que o pai de Nassif era “um jovem muito correto e trabalhador”. Bem coisa de mineiro... FORAM MUITOS anos de pesquisa, ouvindo os mais próximos amigos e colaboradores. Ouvindo o próprio Moreira Salles. Conseguindo fazer o retrospecto de sua vida e de sua carreira desde os primórdios. E assim reconstituindo a evolução da economia brasileira... COM A MORTE de Walther, a família deu acesso a seus arquivos pessoais. Na ocasião, foram ouvidos Roberto Campos, José Luiz Bulhões Pedreira, Raphael de Almeida Magalhães, Israel Klabin, José Luiz de Magalhães Lins, Bulhões de Carvalho, Dias Leite, Ernane Galveas, Antônio Carlos de Almeida Braga. Os amigos da primeira mulher, Elisinha, deram depoimentos... NASSIF JÁ FALOU a respeito em seu blog, “o livro traz algumas revelações históricas, mostra a participação do Embaixador em episódios relevantes, como a tentativa de derrubada de Jango e a tentativa de Costa e Silva de cassar o próprio Walther, os movimentos internacionais de capital, a expansão do capitalismo norte-americano, sobre os escombros do inglês, revela alguns personagens centrais do mercado financeiro, pouquíssimo conhecidos”... “MAIS QUE ISSO, há os depoimentos de dr. Walther, sua maneira de enxergar o Brasil dos anos 20, 30, até os anos 90, e, principalmente, suas confidências, de homem fechadíssimo, com uma barreira tão intensa de isolamento que poucos penetraram”... SEGUNDO LYRA NETO contou a Nassif, a família teria procurado não faz muito tempo um historiador para escrever a biografia, mas a conversa não vingou. Sorte da memória de Moreira Salles. Com material tão precioso e um domínio de pena da qualidade que possui Nassif, dificilmente outro escritor conseguiria um resultado do mesmo porte... OS ESTUDANTES de escolas públicas do Rio de Janeiro terão acesso à música erudita, através de um projeto da pianista concertista Carol Murta Ribeiro com a Fundação Cesgranrio... FOI PRODUZIDA uma coleção de quatro livros, abordando os quatro períodos da música erudita, indicando os principais compositores de cada época, com informações e curiosidades que marcam as diferentes fases: “Barrocos”, “Clássicos’, “Românticos” e “Modernos”. Com distribuição gratuita, os 28 mil livros, acompanhados de CD, já estão prontos para serem entregues à Secretaria de Educação do Estado... CAROLENCONTROU na Cesgranrio um perfeito aliado, disposto a enfrentar esse desafio. Só mesmo, como cunhou Fernanda Montenegro, um “Rockefeller Serpa” para conferir tanto apoio às nossas artes...

------

MESMO SEM dinheiro, Fernando Bicudo consegue muito no Municipal. Dia 22 a orquestra do teatro se apresenta com o piano de Nelson Freire e regência do maestro brasileiro Marcelo Leningher, 32 anos, carreira fulminante. Por quatro anos foi assistente do James Levine na Boston Symphony Orchestra, agora dirige a Grand Rapids Symphony, em Michigan. São 400 concertos por ano! 

-----

Com João Francisco Werneck



Tags: borbulhantes, hildegard, meio ambiente, nassif, tuninho

Compartilhe: