Jornal do Brasil

Terça-feira, 19 de Junho de 2018 Fundado em 1891
Hildegard Angel

Colunistas - Hildegard Angel

Escapulário, figas, búzios, balangandãs, as divas do SOL são ouro puro

Jornal do Brasil

A NOVELA não se chama ti-ti-ti, mas nos bastidores rola a guerra dos bling-blings. Enquanto astros e estrelas desfilam no vídeo cobertos de ouro, os dois joalheiros mais famosos da Bahia protagonizam o “duelo dos balangandãs”. Verdade seja dita que quem foi chamada para desenvolver uma linha para a novela “O Sol” foi Lúcia Lima. Lá foi ela criando pulseiras com figas, escapulários com medalhas imensas, pimentas de cristal, pencas preciosas, pulseiras de Axé, tudo lindo demais - peças que vemos aqui nas fotos usadas por Adriana Esteves, Débora Secco, Maria Luiza Mendonça.... Inconformado, o joalheiro Carlos Rodeiro também quis exibir seu produto, e recorreu ao amigo visagista top, Fernando Torquatto, que é um querido, e num instante os bling-blings de Rodeiro também estavam no ar. Essa disputa até combina com a novela, pois, afinal, “O Sol” nasceu para todos, não é verdade?

Lúcia Lima criou pulseiras com figas, escapulários com medalhas imensas, pimentas de cristal, pencas preciosas e pulseiras de Axé

--------------

BORBULHANTES

PRIMEIRAMENTE quero parabenizar o povo brasileiro, aqui representado pelos caminhoneiros e os petroleiros, e por toda a maioria silenciosa, que os apoiou nas pesquisas, por sua manifestação de protesto e resistência contra essa política tendenciosa da atual direção da Petrobras, que vem exaurindo a empresa e a Nação em geral... PARABENIZAR A IMPRENSA democrática, que, na contramão da mídia corporativa, através do JORNAL DO BRASIL e dos blogs independentes, soube se posicionar pela causa certa, com informações seguras... E DIZER que esta luta para a Petrobras retomar o correto rumo não para por aqui, pois receio que a saída de Pedro Parente não signifique que mudança radical na política de preços da empresa e em sua gestão... O BRASIL ESPERA que a Petrobras volte a ser como nos seus grandes tempos, antes das últimas três décadas, quando lá se infiltraram interesses alheios aos da Nação brasileira... CONTUDO, A PETROBRAS foi construída de modo tão sólido, que permanece maior do que todos os ataques medíocres que vem sofrendo. Sejam eles de economistas contrários aos interesses de nossa soberania, de jornalistas que lhes fazem eco, políticos e empresários gananciosos, diretores e funcionários desonestos e dos interesses de outros países... A PETROBRAS é um gigante. A maior empresa de economia mista do Brasil e uma das maiores do mundo. Produz em torno de três milhões de barris de petróleo por dia. Tem 15 refinarias. Todo o parque de seu refino e ainda pode refinar mais. Toda a sua movimentação é por gasoduto e oleoduto... A INDÚSTRIA petrolífera tem 180 anos, a Petrobras tem 64, e é a 10ª maior empresa de petróleo do mundo - a caçulinha! Com a liderança em águas profundas e ultra profundas, a mais de dois mil metros... NÃO PODEMOS esquecer que a descoberta e o aproveitamento do pré-sal, com tecnologias próprias, tornaram a Petrobras alvo do interesse das grandes empresas estrangeiras... A ANTIGA Petrobras, nascida na década de 50, se notabilizou pela exigência, que sempre fez a seus prestadores de serviço, no que se refere à qualidade e ao respeito aos contratos firmados. A Petrobras nunca advogou os menores ou os maiores preços. Sempre entendeu que o menor preço pode trazer a baixa ou a péssima qualidade, com as consequentes renegociações contratuais e aumento de preços. O que era inaceitável... NÃO ACEITAVA também os maiores preços, a pretexto da qualidade. Preconizou o que é reconhecido como Melhor Preço, ou seja: aquele que, além da qualidade e produtividade, garante taxas de lucros aceitáveis para os fornecedores e prestadores de serviços... ALÉM DA QUALIDADE, ela exige, das empresas de seus fornecedores e prestadores de serviço, respeito ao meio ambiente, seguro dos trabalhadores, responsabilidade social. Havendo uma equipe técnica sua para fazer o acompanhamento dessas exigências... A PETROBRAS sempre valorizou o empresariado nacional, sem preterir o estrangeiro... QUANDO ELA REALIZAVA algum projeto com uma empresa estrangeira, procurava associar parte dele a uma nacional, exigindo que as estrangeiras participassem da licitação associadas, não meramente representadas, à nacional... MANEIRA SAUDÁVEL de valorizar a empresa estrangeira, bem como a nacional... Assim como uma estratégia para economizar parte das divisas e transferir parte da tecnologia. Da mesma forma como fazem a Noruega, no Mar do Norte, e os Estados Unidos... SUA FILOSOFIA não era a atual, do Parente, de só explorar petróleo bruto e dar para os estrangeiros refinarem. Como faziam com o café, lembram?... O BRASIL NÃO pegou as sementes de café e foi exportando semente, exportando semente, enquanto os estrangeiros, espertos, refinaram a semente, industrializaram o café, embalaram e venderam para nós e para o mundo como produto deles?... A MESMA coisa é o petróleo. Por que a gente, que tem as refinarias, precisa mandar o óleo cru para o exterior, esperar ele ser refinando lá, e voltar para cá por um custo altíssimo? Faz sentido?... POR MAIS QUE se queira ajudar os Parentes, isso é burrice... Ainda mais ajudar logo os “primos” ricos!... QUE O novo presidente não seja “parente” do Parente...

---------------

O FASCISMO VENCEU! Foi tanta inverdade difundida pelos conservadores demonizando a cultura, que tiveram sucesso. Não só com a apresentação da SUG 49/2017, que pede o fi m da Lei Rouanet, como alcançando mais de 20 mil assinaturas no portal e-Cidadania, sufi cientes para o encaminhamento da proposta aos senadores da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa.

--------------

Com João Francisco Werneck



Tags: borbulhantes, hildegard, jóias, petrobras, segundo sol

Compartilhe: