Jornal do Brasil

Domingo, 22 de Julho de 2018 Fundado em 1891

Heloisa Tolipan

www.heloisatolipan.com.br

"Música ficou muito feminina", lamenta Bono Vox

Vocalista do U2 reclamou do atual estado do rock para o público masculino

Bono Vox acha que a música atual está "feminina demais". Em uma entrevista à "Rolling Stone" americana, o vocalista do U2 declarou que não há mais espaço para aquela "raiva juvenil" masculina dos "seus tempos". O músico usou a palavra "girly", que traz a ideia de feminilidade com toque infantil. “Acho que a música virou muito feminina. E há um lado bom nisso, mas o hip-hop é o único lugar para a raiva adolescente dos garotos neste momento – e isso não é bom. Quando eu tinha 16 anos de idade, eu tinha muita raiva em mim”, declarou.

Bono Vox

Ele foi além: "No fim das contas o que é rock & roll? Ódio é o coração dele". Ele deu como exemplo de um "bom roqueiro", cheio de "fúria", Eddie Vedder, do Pearl Jam. A reação de fãs foi imediata e não faltaram críticas à declaração, considerada machista por muitos.



Tags: americana, atual, bono vox, eddie vedder, feminina, girly, hip hop, infantil, karina kuperman, masculina, música, pearl jam, público, raiva, rock, rolling stone, tempos feminilidade, u2, ódio

Compartilhe: