Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Janeiro de 2018 Fundado em 1891

Heloisa Tolipan

www.heloisatolipan.com.br

Ex namorada de Ed Westwick se diz "chocada" com acusações de estupro contra o ator

Jessica Szohr namorou o galã quando os dois faziam parte do elenco de "Gossip Girl"

Karina Kuperman

Jessica Szohr afirmou estar chocada e "rezando para que não sejam reais" as acusações de estupro contra seu ex-namorado e colega de elenco na série ‘Gossip Girl’, Ed Westwick. Ela, que se relacionou com ator entre 2008 e 2010, quando gravavam a série, se pronunciou à mais recente edição da revista norte-americana Cosmopolitan. Ao longo das últimas semanas, Westwick foi acusado de abuso sexual por três mulheres Rachel Eck, Kristina Cohen e Aurélie Wynn

Jessica e Ed namoraram por três anos
Jessica e Ed namoraram por três anos

"Conheço o Ed há anos e sei o quão amável ele é. Não consigo imaginar ele fazendo algo do tipo com alguém. É complicado porque eu não estava lá e não sei de nada. Mas se você me perguntasse: 'Você acha que ele poderia fazer algo desse tipo com alguém?'. Eu responderia que não. Mas eu estava lá? Não", explicou.

Os dois tiveram um relacionamento de indas e vindas por três anos, antes do fim definitivo, em abril de 2010. Mesmo assim, eles mantêm o contato e têm se falado desde as acusações. "Tem sido difícil para ele. Ele está sendo acusado de algo que ele diz publicamente que não fez. Então, você sabe, é duro pra ele. Sua série foi canceladaEle pensa, 'A verdade virá e espero que as pessoas vejam isso'. É uma coisa tão infeliz. E eu tenho que ser tão cuidadosa, porque não é minha situação e eu não estava lá. Por isso, é difícil falar em nome dessas meninas ou dele. Eu não conheço essas meninas, e elas podem ser adoráveis e maravilhosas e tudo mais. Do Ed, posso dizer que eu o conheço, trabalhei com ele por cinco anos e temos uma amizade. Foi chocante”, lamentou.

Tags: acusação, amizade, aurélie wynn, chuck bass, contato, ed westwick, estupro, gossip girl, jessica szohr, karina kuperman, kristina cohen, rachel eck, relacionamento, sexual, violência

Compartilhe: