Jornal do Brasil

Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Heloisa Tolipan

www.heloisatolipan.com.br

Marieta Severo comenta atitudes de vilã de "O outro lado do paraíso"

Ela vai comprando as pessoas. Reflete bem o que a gente está vivendo", afirmou a atriz

As atitudes de Sophia em "O outro lado do paraíso" são de uma típica vilã de folhetim. Com essa personagem em mãos, Marieta Severo sabe que atinge de maneira forte o telespectador. “Ela é muito cínica, não tem problema, não sente culpa. Acho que é uma vilãzona, tem essa construção da vilã. A novela retrata muito esse aspecto negativo das pessoas, de preconceito”, analisou ela, em entrevista ao "Vídeo Show" dessa quinta-feira, 23. 

Na trama, a megera faz de tudo para destruir a vida de Clara, vivida por Bianca Bin, por causa de dinheiro. Como se não bastasse, ela odeia a própria filha, Estela, personagem de Juliana Caldas, por ser anã. "O que a gente está querendo mostrar através da Sophia é essa dificuldade dessa mãe de aceitar o diferente. Na preparação, sofri muito porque a gente não tem ainda o personagem. Quando tem o personagem, a gente tem um escudo. É um material maravilhoso para trabalhar. Ela diz coisas muito duras", disse ela, que, logo que acaba as cenas duras, faz questão de demonstrar carinho pela colega de profissão. "Quando acaba a cena a gente dá muito abraço e beijo e está tudo certo. O público brasileiro sabe distinguir o que é a dramaturgia e o que é a realidade, eu, Marieta, não tenho nada a ver com isso".

Marieta vai além e compara sua vilã nas telinhas com a atual situação do país. "Ela reflete muito o que estamos vivendo. Sophia sabe os segredos das pessoas e usa isso da maneira que deseja. Todo mundo deve alguma coisa para ela e ela usa isso da maneira que quer", analisou.

Tags: anã, bianca bin, clara, clássica, culpa, estela, filha, folhetim, karina kuperman, marieta severo, nanismo, novela, o outro lado do paraíso, país, situação, sophia, televisão, trama, vilã, walcyr carrasco

Compartilhe: