Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017

Heloisa Tolipan

www.heloisatolipan.com.br

Anitta escala bailarinos portadores de necessidades especiais e retruca críticas

Ela chegou a ser acusada de "querer aparecer": "Chamar atenção mesmo, pra um assunto importante"

Depois de incluir, em sua equipe, algumas bailarinas plus size, Anitta novamente chamou atenção ao apresentar, nessa semana, seu novo balé. O grupo da poderosa é uma verdadeira homenagem à diversidade: entre os novos dançarinos, que já estreiam de cara no Prêmio Multishow, na próxima terça-feira, 24, estão Felipe Campus, bailarino e modelo plus size, Beatriz da Rocha Ribeiro, dona de casa, Camille Rodrigues, atleta paralímpica da seleção brasileira de natação, Vanessa Abreu, bailarina e cadeirante e Felipe Rodrigues, dançarino e portador de Sindrome de Down.

Anitta e bailarinos
Anitta e bailarinos

Nos bastidores, gravados pela própria cantora em suas redes sociais, Felipe aparece contando a novidade e, em seguida, dançando a música "Paradinha". "Tá feliz que vai ser meu bailarino novo? Já decorou tudo? A Arielle tá te ensinando direitinho? Está feliz que vai ser dançarino oficial agora? Que mara, hein? Eu amei", brincou Anitta. "Vou ficar na frente contigo", disse ele, que já é famoso na Internet, por conta de vídeos dançando as músicas da ídola em seu canal “Dance com Felipe”. 

A iniciativa de Anitta, claro, foi muito elogiada. Alguns, porém, acusaram a poderosa de querer aparecer, mas ela logo resolveu se pronunciar sobre o assunto e rebateu um comentário que dizia que ela estava "querendo chamar atenção de todo jeito". "Depois as pessoas ainda perguntam por que o Brasil não anda bem. Estou doida pra chamar atenção mesmo... pra um assunto muito importante que o nosso povo quase não dá atenção", respondeu.

"Pessoas assim têm limitações. Mas não é impossível de trabalhar. É preciso adequar agenda, estrutura local, custos, limitações de cada um para estar dentro de um show inteiro... A gente tenta ajustar tudo isso pra passar uma mensagem legal. Pra permitir que pessoas 'invisíveis' trabalhem com uma coisa que gostam. E ainda tem que ler uma coisa dessas. É de chorar", lamentou.

Tags: anitta, assunto, atenção, bailaridos, cadeirante, chamar, comentários, críticas, especiais, importante, iniciativa, karina kuperman, limitações, necessidades, paraplégica, plus size, poderosa, portadores, prótese, rebate, síndrome de down

Compartilhe: