Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Novembro de 2017

Heloisa Tolipan

www.heloisatolipan.com.br

Drica Moraes lembra leucemia: "Você perde todos os medos"

A atriz revelou, em entrevista à Lázaro Ramos, que é amiga de seu doador de medula até hoje

Drica Moraes se curou do câncer linfático graças a uma doação de medula e, quase sete anos depois, revelou que ainda é amiga do doador que ajudou a salvar sua vida. "Eu fui salva por uma pessoa do interior do Mato Grosso, eletricista, que virou meu amigo, meu irmão. Ele se increveu no Redome – Registro Nacional de Doadores de Médula Óssea, um centro de doação que faz um trabalho lindo, no dia que estava fazendo um curso de jangada, passou o SUS no rio perto da casa dele e ele se inscreveu. É um milagre da vida, muito legal o jeito que as coisas acontecem", disse ela, em entrevista para Lázaro Ramos no programa "Espelho", do Canal Brasil, que será exibida na próxima segunda-feira, 21.

Drica Moraes
Drica Moraes

A atriz relembrou, ainda, todas as dificuldades que passou com a leucemia. "A solidão assusta, mas é o lado salvador: é você com sua carcaça, seus músculos, seus órgãos, sua pele que vai tomar formas que você não controla e domina, e a gente tem muito medo desse contato", analisou ela, que garante ter aprendido bastante durante esse período. "É página virada. Tem seis anos, é um marco, o tempo vai passando e você vai se distanciando daquilo e a vida vai renovando. O tempo vira um grande aliado, sabe? Você perde todos os medos de envelhecer, as vaidades com o tempo passando e você ir se transformando. É tão bom sobreviver a uma coisa grave porque você ganha um bônus, sabe? Parece que você sai do outro lado com uma poupança garantida de como aproveitar a vida melhor", desabafou.

Curada, Drica contou que o fim da luta contra a doença é um momento especial. "É um negócio muito louco, uma experiência muito única e linda. Quando você tá naquele túnel sem fim, não tem muita saída, trabalha ou sucumbe. É um negócio muito louco, uma experiência única e linda. Quando você vê que está se curando de um monte de coisa que tem que botar pra fora, que tem que mudar na sua vida, começa a fazer um trabalho amplo e sincero, e aí vem muita alegria e esperança", relembrou.

Tags: alegria, aliado, carcaça, corpo, cura, câncer, dificuldades, doador, doença, drica moraes, envelhecer, esperança, experiência, karina kuperman, leucemia, linfático, lázaro ramos, medos, medula, momento, sistema, tempo, único

Compartilhe: