Jornal do Brasil

Sexta-feira, 17 de Novembro de 2017

Heloisa Tolipan

www.heloisatolipan.com.br

Depois do caso do passageiro arrastado, United Airlines muda regras

Passeio foi iolentamente arrastado de seu assento pela polícia em um voo da companhia

A United Airlines acaba de fazer uma grande mudança em sua política de overbooking depois da desastrosa remoção do passageiro Dr. David Dao. Às mudanças!

De imediato, um passageiro não pode ser removido para acomodar um tripulante da United, a menos que seja essencial para o tripulante fazer o voo para poder trabalhar em outro. 

Homem arrastado de dentro do avião à força.
Homem arrastado de dentro do avião à força.

E mais: o tripulante deve chegar pelo menos 60 minutos antes de fechar as portas. A ideia é que a companhia aérea passe a tomar decisões sobre quem retirar de um voô bem antes, ainda no portão ou na área do lobby antes que os passageiros embarquem na aeronave. 

Se um membro da tripulação chega a menos de 60 minutos antes de fechar as portas, azar. Deverá embarcar no voô seguinte. Para comunicar das decisões, a empresa despachou uma série de e-mails internos.

Relembre

David Dao foi iolentamente arrastado de seu assento pela polícia em um voo da United Airlines. Ele estava tentando voltar de férias na Califórnia, nos Estados Unidos, quando se recusou a desistir de seu assento para um membro da tripulação da companhia aérea e foi arrastado para fora do avião no aeroporto internacional O'Hare de Chicago. A brutalidade foi tamanha que ele precisará de cirurgia reconstrutiva, informa o "The Guardian".

Tags: chicago, david dao, mudanças, o'hare, overbooking, united airlines

Compartilhe: