Jornal do Brasil

Sexta-feira, 24 de Março de 2017

Heloisa Tolipan

www.heloisatolipan.com.br

Ecos da SPFW - com mood tibetano, A.Niemeyer debuta em clima zen

A silhueta de alguns looks foi inspirada no layering e nos casulos

direto de São Paulo

Com 10 anos de marcado, a A.Niemeyer de Renata Alhadeff e Fernanda Niemeyer fez sua estréia na SPFWn43. 

Com uma assinatura forte apoiada em simplicidade, conforto e sofisticação, a marca apresentou uma coleção pautada em materiais naturais, linhas puras e uma silhueta despretensiosa. 

 (Foto: Agência Fotosite)
 (Foto: Agência Fotosite)

“Temos uma preocupação muito grande nessa estreia de passar o DNA e a essência da marca. Chegamos à conclusão de que um dos momentos em que mais temos essa sensação de conforto e tranquilidade é quando estamos contemplando as linhas do horizonte, desde a cartela de cores em que usamos os horizontes pacíficos, até os recortes das roupas, o desenho do tear, o design da coleção de joias que nós criamos”, explicou Renata.

Com um mood tibetano, modelos deslizaram pela passarela no terceiro andar da Bienal mais parecendo monges budistas, tamanho o clima zen da coleção. Muito por conta das peças altamente trabalhas em lã. “Achamos que a lã, por ser natural e por conseguir passar essa sensação de conforto, permeia a coleção como um todo das formas mais diferentes, desde a lã in natura até a tosqueada, dos carneiros, transformadas em tufos á mão por artesãos contratados. Até mesmo a lá tecida em cambraia fluida, a forma mais pura do material, está presente”, comentou, por sua vez, Fernanda.

 (Foto: Agência Fotosite)
 (Foto: Agência Fotosite)

A silhueta foi inspirada no layering e nos casulos. “Tivemos vontade de fazer um inverno cocoon, casulo. Toda a modelagem apresenta mangas amplas, calças ovaladas, para sedimentar o nosso conceito de conforto”, explicou Fernanda Niemeyer. 

A cartela de cores, por sua vez, elegeu o branco como carro-chefe: “Usamos branco na coleção por dois motivos. É a cor do conforto, da leveza e da tranquilidade; e da moda atemporal, que não segue as tendências. Então grande parte das coleções da marca carrega cores naturais e neutras, com ponto de luz que variam de uma para outra”.

A dupla, que aposta no “desfilou, comprou” para sua coleção comerial, promove uma segunda linha, mais exclusiva, com peças do desfile. “A coleção é em grande parte “see now, buy now”. Parte da coleção será exatamente igual ao que foi desfilado, com peças especiais com etiqueta numerada em pequena tiragem por conta dos tecidos nobres, muito exclusivos”, finalizou Renata Alhadeff.

Beleza

As linhas do por do sol no horizonte também traçavam algumas belezas do desfile da A. Niemeyer. Nos olhos, três tipos de produções com linhas brancas marcavam alguns olhares da beleza assinada por Silvio Giorgio. “Para a maquiagem, queríamos um efeito fresh e minimal”, disse o beauty stylist.

 (Foto: Agência Fotosite)
 (Foto: Agência Fotosite)

Nos cabelos, Silvio revezou dois tipos de penteados. Enquanto as modelos que tinham essa maquiagem nos olhos desfilaram com os fios soltos e respeitando a textura natural de cada uma, outras ganharam uma joia na cabeça. Uma tiara dourada, com duas linhas horizontais na parte de trás da cabeça, completava a atmosfera solar da coleção. “É um cabelo simples, preso na parte inferior com um coque tipo japonês, que tem uma parte solta. A tiara entra na parte de trás e completamos com alguns fios soltos voando”, explicou.

Tags: a.niemeyer, fernanda niemeyer, moda, renata alhadeff, são paulo fashion week, silvio giorgio, spfw

Compartilhe: