Jornal do Brasil

Segunda-feira, 23 de Julho de 2018 Fundado em 1891

Heloisa Tolipan

www.heloisatolipan.com.br

Canetas, unhas… Fábio Bibancos nos conta tudo o que não deve ser levado a boca

Top cirurgião fala sobre o perigo de hábitos como mastigar gelo, chupar limão e mais

Muita gente usa os dentes para abrir garrafa, morder caneta, roer as unhas, chupar limão e tantas outras coisas que perderíamos horas enumerando. O problema é que nenhuma dessas coisas deveriam ir à boca. Há hábitos que não contribuem em nada para a beleza de um sorriso e que podem afetar, além dos dentes, os lábios e a boca. Abrir tampas de garrafas ou embalagens de plástico com os dentes pode ser conveniente, mas este é um hábito que faz com que os dentistas fiquem apavorados. Usar seus dentes como ferramentas pode causar trincas, lascas e, pior: quebrá-los. Em vez disso, use uma tesoura ou abridores de garrafa. Os dentes só devem ser usados para mastigar.

A bala de hortelã ou menta com certeza não devem faltar no bolso ou bolsa de muita gente, mas, se a desculpa para ter sempre uma bala de hortelã ou menta por perto é o mau hálito, há duas opções: a primeira é cuidar da higiene da boca, realizando-a adequadamente, e a segunda é, nos casos em que a higiene não resolva, visitar um dentista, pois pode ser problema na gengiva/dente.

Ai esse limãozinho rico. O limão é fonte de vitamina C e, ultimamente, tem muita dieta por aí que inclui o limão acreditando que essa fruta é capaz de acelerar o metabolismo e ajudar na perda de peso, mas, na verdade, chupar limão com frequência pode causar a erosão do dente. Não é necessário excluir essa fruta da sua dieta, você pode consumir sucos sem problema, mas lembrando que tudo que for exagerado faz mal.

Fábio Bibancos fala sobre os perigos de determinados hábitos bucais

Outra mania, não muito comum, é mastigar gelo. Afinal é natural e sem açúcar, de modo que você pode pensar que é inofensivo. Mas mastigar gelo pode lascar ou até quebrar seus dentes.

Já falei, mas volto a falar. Unha não foi feita para roer. As pontas dos dentes podem se desgastar e pode aumentar sua sensibilidade. Se rói unhas constantemente, dê bye bye aos seus dentes e dedos…

Se roer unhas não é bom, comer a tampa da caneta tampouco. Ficar com a tampa da caneta na boca, além provocar o desgaste dos dentes, pode alterar a posição deles, e o mais comum é que provoque a chamada *mordida aberta.

Outra mania que parece inofensiva, mas que pode danificar os dentes, é a de morder ou apertar os lábios. Esse vício pode alterar a mastigação, a deglutição e a fala.

Pode não parecer mas hábitos cotidianos escondem perigos para os dentes

Há, ainda, pessoas que utilizam o palito de dente para realizar a limpeza da boca, o que é outro erro. Você acabou de saborear aquela deliciosa carne no restaurante que você adora e não tem fio dental? Tudo bem,está liberado o palito (não vai fazer isso na frente do convidado, pois é feio…). Mas de maneira alguma podemos comparar ao fio dental, porque o palito não retira a placa bacteriana e pode danificar a gengiva.

À boca devemos levar alimentos, de preferência saudáveis, e o kit básico de higiene. Ah, tem outra coisa que todo mundo gosta de levar à boca, que é o ato mais praticado entre os apaixonados, o beijo, mas isso é assunto para outro blog…

*Mordida aberta é o nome dado a um determinado tipo de mal oclusão em que os dentes superiores não tocam os dentes inferiores, podendo ocorrer nos dentes da frente, nos dentes do fundo, do lado direito e/ou do lado esquerdo da boca.

*Fábio Bibancos é cirurgião-dentista especialista em Odontopediatria, Ortodontia e Mestre em Saúde Coletiva, formado pela Universidade Estadual Paulista (Unesp). Com consultório em São Paulo e no Rio de Janeiro, Fábio é autor de “Um sorriso feliz para seu filho” (CLA Editora),  “A Guerra dos Mutans”, “Boca!” e “Sorrisos do Brasil”, além de já ter sido eleito Empreendedor Social 2006 pela Schwab Foundation (ligada ao Fórum Econômico Mundial de Davos) e integrante do Fellow Ashoka (uma rede de empreendedores sociais presente em 65 países). Além de assinar uma coluna semanal neste espaço, está à frente do projeto Turma do Bem, a maior rede de voluntariado especializado do mundo: o dentistas do bem.

Acompanhe aqui as postagens de Fábio Bibancos: https://www.facebook.com/institutobibancos/

colunaheloisatolipan@gmail.com



Tags: cirurgião, coluna, dentes, dentista, dúvidas, fábio bibancos, heloisa tolipan, hábitos, perigo

Compartilhe: